Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

No Itaim Paulista, elevador quebrado impede que alunos com deficiência tenham aula

Por Blog

Por Vander Ramos

O ano letivo de 2012 começou em 6/2 para os 842 alunos matriculados na Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Clara Machado, no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo. Porém, alguns alunos com deficiência, que necessitam do único elevador do prédio para chegar às salas de aula, não puderam iniciar os estudos.

O principal motivo é a falta de manutenção do equipamento, que está parado desde o final do ano passado. A escola não possui rampas.

“Enquanto isso, minha filha está impossibilitada de frequentar a escola, pois estuda no quarto andar. Já conversei com o gestor, que me disse que não há previsão de conserto. Já fui à subprefeitura e fiz a reclamação por escrito. O fato é que, enquanto isso, minha filha fica sem estudar e atrasada em relação às outras crianças”, comenta a dona de casa Silmara Salvatierra.

CEU Parque Veredas, que abriga a escola municipal Maria Clara Machado

Segundo ela, a falta de manutenção e o quebra-quebra são antigos. “Estou realmente indignada, pois houve as férias toda para tomarem providências e nada foi feito”, reclama Silmara.

Na manhã do dia 15/2, o Mural ligou para a escola. Um dos atendentes disse que o equipamento está quebrado há algum tempo, por infiltração na parte elétrica, e que não há previsão de conserto.

Julio Ruiz, o atual gestor do Centro Educacional Unificado (CEU) Parque Veredas, onde fica a EMEF Maria Clara Machado, diz que, quando assumiu a gestão da unidade, em 24/1, o elevador já estava parado. “Ontem [14/2], a empresa de manutenção analisou o equipamento e já localizou o problema. Espero que até o final do Carnaval tudo esteja resolvido”, diz.

Consultada, a Secretaria Municipal de Educação, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que na unidade estudam sete cadeirantes. Quanto ao prazo da solução, afirmou que até o próximo dia 24 de fevereiro o elevador estará pronto e funcionando.

A filha de seis anos de Silmara Salvatierra terá que aguardar mais dez dias para finalmente iniciar o ano letivo na 1ª serie do ensino fundamental.

 

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha