Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tomógrafo em São Miguel Paulista está sem uso há mais de três meses

Por imoi
Por Vander Ramos
No hospital Tide Setubal, localizado no bairro de São Miguel Paulista, na zona leste da capital paulista, considerado referência em atendimento de pronto-socorro na região, existe um tomógrafo parado há mais de três meses e aguarda instalação em sala apropriada, além de um profissional para manipulá-lo.
É o Tomógrafo Computadorizado (TC) que custou à prefeitura R$ 361 mil em novembro do ano passado. O modelo adquirido permite um exame cerebral ou de tórax completo em dez segundos, segundo o fabricante.
A falta de um equipamento para exames de tomografia computadorizada na emergência dificulta o atendimento e obriga o transporte dos pacientes para outras unidades hospitalares.  Esse processo impõe mais sacrifício à reduzida equipe de enfermeiros e auxiliares, além de postergar as decisões médicas.
Segundo o conselheiro gestor do hospital, Claudionor Correa Leão, somente em 2011 foram realizadas cerca de 1.200 remoções, a um custo de R$ 1 mil cada, para exames de tomografia. No extremo leste da cidade de São Paulo, existem quatro hospitais e somente o hospital Tide Setubal não possui o tomógrafo funcionando.
Para instalação do equipamento, a instituição tem que reservar uma sala próxima à emergência, isolar o local, preparar a rede elétrica e selecionar o profissional que vai operá-lo. “Esta etapa poderá levar meses e ninguém do hospital ou autarquia hospitalar diz quando será feito o primeiro exame”, afirma Leão.
Procurada pela reportagem do Mural, por várias vezes, a Secretaria Municipal de Saúde não se manifestou.
O hospital Tide Setúbal, inaugurado em 1959 em uma casa de apenas cinco cômodos, está instalado atualmente em uma área de 11 mil m2, onde atende por ano cerca de 350 mil pacientes apenas no pronto-socorro. Na ala de internação existem 200 leitos, sendo 28 reservados para maternidade.
Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha