Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

No aniversário da cidade, Carapicuíba inaugura portal com mensagem religiosa

Por Blog

Por Mônica Oliveira

Hoje faz 47 anos que Carapicuíba, cidade da Grande São Paulo, se tornou independente de Barueri, através de emancipação político-administrativa.

Como parte das comemorações, a prefeitura inaugurou ontem um portal na rua Consolação, principal via de acesso aos viadutos que separam Carapicuíba de Barueri.

A obra, com a inscrição “Carapicuíba é do Senhor Jesus”, causou reações de surpresa e até indignação entre os moradores locais e pedestres que circulam pela região.

As estruturas de concreto das laterais do portal foram erguidas há cerca de um mês, na via, sem placa que indicasse se tratar de um portal. A parte superior começou a ser içada na madrugada do domingo. Guindastes, tratores e maquinários gigantescos foram a grande sensação da noite, principalmente porque o trânsito da região foi interrompido.

Portal na entrada da cidade

Devido à semelhança da construção, a população criou a expectativa de ter uma antiga reivindicação do bairro atendida: uma passarela de pedestres.

“É isso que precisamos aqui”, reclama Jorge Luís, 48 anos, eletricista, ao saber que a passarela era uma ilusão. “Eles preferem fazer propaganda religiosa que salvar vidas”.

O trânsito é bastante intenso entre os viadutos e, segundo os moradores, já houve muitos atropelamentos. “Principalmente porque aqui não tem farol e ninguém respeita a faixa de pedestres”, conta Marcelo Isidoro, 32, estudante.

“Já existe uma placa com a mesma frase no final da ponte, e em todas as entradas da cidade”, afirma Marcelo. “Por isso esse portal é um desrespeito ao que Carapicuíba tem de melhor: a diversidade, gente de todo lugar e de todas as religiões”.

Como em toda polêmica, há também o outro lado: os que gostaram da obra. Mesmo quem mora ao próximo ao viaduto, como Ademar Ocanã, 56, coordenador técnico. “Acho bonito. E quem não gosta de Deus?”, pergunta.

Meire Miranda, 32, operadora de estacionamento. “Eu moro na favela da Cohab I, faz três anos que moro aqui, onde consegui emprego, e para mim tudo melhorou. Eu gosto dessa frase sobre Jesus, porque abre as portas”.

No começo desta tarde, uma mensagem atribuída ao prefeito Sérgio Ribeiro foi compartilhada na página oficial da prefeitura no Facebook. Ela informa que o portal não consumiu recursos públicos.

Segundo o recado, o painel é uma doação do Grupo Marabraz. Ele também diz que a passarela no local é inviável tecnicamente – um dos motivos é a linha de trem de carga, usada pelo IBC (Instituto Brasileiro do Café), que passa ao longo da via.

Para finalizar, a mensagem diz: “Mesmo as cidades mais pobres tem um portal assinalando a entrada da cidade”.

Nesta tarde, o Mural tentou contatar a prefeitura por telefone, mas ninguém atendeu.

Mônica Oliveira, 47, é correspondente de Carapicuíba.
@idmonica
monicaoliveira.mural@gmail.co

Blogs da Folha