Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Três mil famílias vivem nas margens de córrego no Itaim Paulista

Por Blog

Por Vander Ramos 

Quando visitaram a região do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, José
Serra (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Paulinho (PDT), todos candidatos a prefeito, prometeram criar parques lineares no entorno dos principais córrego do bairro. O que eles não disseram é como farão isto virar realidade em quatro anos.

A região possui 26 córregos; 20 deles deságuam nos outros seis e vão até o rio Tietê.

O Mural foi verificar a situação de quatro dos seis principais córregos: o Tijuco Preto, o Itaim, o Lageado e o Água Vermelha.

Córrego Tijuco Preto: Segundo a subprefeitura, cerca de três mil famílias vivem no entorno das margens. As moradias são improvisadas com resto de materiais de construção e algumas feitas com tapumes de placas publicitárias. As casas impedem a entrada de máquinas para realizar a limpeza do córrego. “Este córrego é um esgoto a céu aberto e dificilmente a subprefeitura vem limpar”, diz o morador Antonio Nunes Feitosa, 34.

Três mil famílias moram no entorno das margens do córrego Tijuco Preto

Córrego Itaim: Em 2008, foi inaugurado um pequeno parque linear que só atende à população local. No Jardim Nélia, o córrego sofreu uma forte erosão nas duas margens em 2010. No trecho próximo à avenida Marechal Tito, a população da Vila Itajuíbe aguarda a canalização. “Sofremos muito com alagamentos por conta  de tubos que passam sob a ponte na avenida Marechal Tito e impedem a passagem da água”, diz Cleusa Silva, 41. Engenheiros estimam que seriam necessários cerca de R$ 25 mi para concluir os trabalhos.

População aguarda canalização completa do córrego Itaim

Córrego Lageado: O Mural encontrou vários trechos assoreados. Em uma das margens foram instalados tubos de concreto para segurar a terra e impedir a queda de algumas casas. Desde o ano passado, uma retroescavadeira limpa o córrego, mas moradores dizem que já faz algum tempo que a máquina não aparece. Próximo ao parque Chácara das Flores, as margens sofrem com erosões. Algumas moradias estão quase dentro do córrego.

Margens do córrego Lajeado estão cheias de entulhos

Córrego Água Vermelha: O mais sujo e abandonado de todos os seis córregos. Em 2010, uma parte recebeu um parque linear que custou R$ 5 mi. A segunda etapa deveria acontecer na sequência, mas, por falta de verba, a prefeitura interrompeu a obra. Por conta desse atraso, o córrego não recebe a devida manutenção.

Córrego Água Vermelha tem erosão nas margens

Os correspondentes do Mural estão percorrendo seus bairros para mostrar como estão os rios e córregos da Grande São Paulo. Leia mais.

 

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

 

Blogs da Folha