Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Trens antigos e constantes falhas irritam usuários da linha 7 da CPTM

Por Blog

Por Priscila Gomes

As constantes falhas nos trens da linha 7-rubi  da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vêm irritando os usuários. ‘‘Para mim, esses trens dão vergonha, um descaso, são muito velhos e superlotados. Além de termos que pagar, não somos bem atendidos. É muita demora em todos os horários”, comenta a usuária Luciana Maria.

“Infelizmente, pego essa linha todos os dias. Os trens vivem quebrados, são muito antigos e são lotados demais”, diz Ronald Álvares.

São comuns os grandes intervalos entre os trens, principalmente nos horários de pico. Nesses casos, uma viagem da Barra Funda, na zona oeste, até a Luz, no centro, chega a demorar 22 minutos. Normalmente, a viagem dura oito minutos.

Usuários reclamam da ventilação em antigos trens da CPTM

A assessoria de imprensa da CPTM diz que isso ocorre por conta das obras de modernização da rede. Segundo a empresa, algumas composições são retiradas da operação para passar por manutenção e, por conta disso, os trens que saem da estação Luz seguem somente até a Lapa, região onde ficam as oficinas, na zona oeste de São Paulo.

A maioria dos trens circula com as janelas abertas ou quebradas. Segundo os usuários, o ar condicionado está em péssimas condições. “Por dentro esses trens são assustadores, esse ar que eles chamam de condicionado é muito sujo e, com certeza, faz muito mal para gente”, comenta Juliana de Jesus, coordenadora de atendimento.

Segundo a assessoria de imprensa da CPTM, desde 2006 foram adquiridos 105 novos trens. 77 estão em operação e o restante será entregue gradativamente até o fim de 2013.

A companhia diz que a maioria das ações de manutenção e modernização é realizada em horários com menor fluxo de passageiros: nos fins de semana e durante a madrugada.

Priscila Gomes, 28, é correspondente de Vila Zilda.
@prigomes1983
priscilagomes.mural@gmail.com

Blogs da Folha