No Grajaú, banner de candidato é colocado até em semáforo

Por Blog

Por Flavio Munhoz

Além da boca de urna e da sujeira de ‘santinhos’ espalhados pelo chão, banners e cavaletes de candidatos foram colocados em postes públicos e na frente de escolas do Grajaú, no extremo da zona sul paulistana.

Segundo a lei eleitoral, todos os banners e cavaletes deveriam ter sido retirados até às 22h deste sábado. No Grajaú, ao invés de retirá-los, alguns candidatos aproveitaram para ampliar sua campanha.

“Uma vergonha isso aqui!”, aponta o Sr. Marcelo Silva, 39, vizinho e eleitor da escola.

O Mural visitou quatro escolas da região: Adolfo Casais Monteiro, Carlos Ayres, Clarisse Seiko e Itiro Muto, e registrou material irregular no entorno desses locais de votação.

Na escola Carlos Ayres, os banners foram colocados até nos semáforos de pedestres. Até o final do período de votação, os banners não foram retirados.

Flavio Munhoz, 34, é correspondente do Grajaú.
@flaviomunhoz
flaviomunhoz.mural@gmail.com