Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em São Miguel Paulista, artistas criam feira ao lado de capela histórica

Por Blog

No último sábado (17), a praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, em São Miguel Paulista, zona leste, recebeu a Feira de Artes e Artesanato, formada por 40 artesões e artistas moradores da região.

Nos anos 90, o local ficou conhecido como “Praça do Forró” por sediar um palco fixo destinado a apresentações de grupos nordestinos. Há cerca de seis anos, o palco foi demolido para dar mais visibilidade a uma capela histórica, que pode ser vista de qualquer ponto da praça.

A feira reúne artesãos que vendem produtos feitos com base na história do bairro

A feira foi montada ao lado da capela, construída por índios em 1622. O objetivo é tornar o evento permanente, pois os artesãos poderão comercializar seus produtos que trazem imagens sacras e da própria capela.

“Gostei da novidade deste ano, pois os turistas poderão levar uma lembrança das imagens do bairro”, diz a aposentada Cleusa Fagundes, 76.

“Poderiam colocar um pouco de música aqui e um palco, pois atrairia mais pessoas”, comenta a estudante Leyla Lopes, 23.

A praça onde fica a feira fica próxima a uma futura estação da CPTM

A associação cultural Beato José de Anchieta, mantenedora do prédio, passou informações históricas aos expositores.“Assim, eles poderão falar aos turistas um pouco de nossa história e da importância da capela”, comenta o coordenador da feira, Idevanir Arcanjo.

Por estar localizada em uma praça muito conhecida, onde ficará a saída dos passageiros da futura estação São Miguel da CPTM, os organizadores esperam atender cerca de mil pessoas por dia.

Segundo Arcanjo, a inspiração vem de outras feiras de artesanato da cidade, como da República e da Liberdade. “Queremos poder oferecer ao turista que visita a capela um pouco de nossa criatividade”.

A capela histórica, construída por índios em 1622

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha