Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Em Santana, escola pública acessível está com elevador quebrado há dois meses

Por Blog

Os 12 alunos cadeirantes que estudam na escola estadual Buenos Aires, em Santana, zona norte de São Paulo, não conseguem circular livremente pelo interior da instituição. O elevador que dá acesso ao segundo andar do prédio principal, onde fica a maioria das salas de aula, está quebrado desde o começo de dezembro.

Nos primeiros dias de aula de 2013, as turmas que possuem alunos cadeirantes foram deslocadas para salas no térreo para poder frequentar as aulas.

O elevador que atende o outro edifício da escola está funcionando, mas ali poucas aulas são ministradas e seus laboratórios raramente são usados. Este prédio abriga também algumas salas do Centro de Estudos de Línguas, que oferece aulas de idiomas gratuitas para estudantes de escolas públicas.

Alunos e professores da escola contaram ao Mural que as paralisações no elevador são frequentes desde o ano passado. Entretanto, a Secretaria Estadual da Educação negou o problema e disse em nota que o equipamento “funciona normalmente no momento”.

Ao todo, segundo a secretaria, existem 111 escolas adaptadas para receber pessoas com mobilidade reduzida no Estado.

Uma destas instituições é escola estadual Narbal Fontes, localizada no Carandiru, também na zona norte. Contudo, de acordo com o órgão, lá não houve matrículas de alunos cadeirantes por falta de interessados.

Raphael Preto, 18, é correspondente em Vila Guilherme.
@pretoraphael
raphaelpreto.mural@gmail.com

 

Blogs da Folha