Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Obras abandonadas em São Miguel e Itaim Paulista não têm previsão de conclusão

Por Blog

Nos bairros de São Miguel e Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, há diversas obras públicas que foram iniciadas há mais de um ano e encontram-se paralisadas, sem previsão de conclusão.

“Não conseguimos entender. Se não tem a intenção de terminar o que começou, porque iniciaram?”, pergunta o motorista Juvenal Leite, 46. Ele se refere à obra viária da avenida Deputado José Aristodemo Pinotti que, em 2009, teve um projeto de ligação com a avenida Imperador, em São Miguel Paulista, elaborado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras. Segundo a pasta, a obra aguarda a conclusão de desapropriações.

Outra obra que está parada é a do projeto do Centro Educacional e Esportivo do Itaim Paulista, no Campo do Tossan. Em junho de 2011, a subprefeitura suspendeu os trabalhos e, em março de 2012, o contrato com a empreiteira foi rescindido. Desde então, nada acontece no local e uma rua chegou a ser afetada pela queda de uma barreira. Durante a audiência de apresentação do plano de metas 2013-2016, em 13 de abril, a obra sequer constou entre as 100 metas do governo municipal.

A construção da 2ª fase do parque Linear do córrego Água Vermelha também está parada desde a auditoria do Tribunal de Contas do Município, em 2009. “Com relação à implantação do parque linear, estamos estudando a questão das ocupações irregulares, da presença de equipamento público no local e da previsão orçamentária para a licitação neste exercício financeiro”, diz Evando Reis, 55, diretor do departamento de Planejamento Ambiental da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente.

Entre as obras do governo estadual, a construção de uma escola técnica no Itaim Paulista está em discussão desde 2008. O terreno alocado para construção, de 4.500 m²,  foi desapropriado em 2011 e, desde então, nada mais foi feito.

O líder comunitário Francisco de Assis Silva, 63, conhecido como Chicão,  encaminhou ofício a Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos do governo estadual solicitando agilidade no processo. “No trabalho que realizamos dia a dia, corpo a corpo com a população, somos constantemente cobrados sobre a construção da escola e temos que pressionar o governo”, conta Silva. Segundo o líder, o governo informou que já contratou uma empresa para fazer as sondagens do terreno, mas não informou quando os trabalhos serão iniciados.

Outro líder comunitário, Valdemir Gonzaga Taveira, 43, reclama do abandono na construção de moradias no conjunto do CDHU, localizadas na esquina da rua Manoel Rodrigues Santiago com a rua Chuvas da Montanha. “O local é uma sobra de terreno e decidiu-se construir um prédio com 20 apartamentos, mas o iniciaram e depois abandonaram”, reclama Taveira.

No distrito de São Miguel Paulista existem dois córregos aguardando a canalização, chamados Una e Sítio da Casa Pintada. A licitação das duas obras ocorrerá no próximo dia 19 de abril, segundo Aldo Sodré, 57, subprefeito de São Miguel.

Esquecido por quatro anos, córrego Sítio da Casa Pintada terá licitação em 19 de abril

 

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha