Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Crianças do Itaim Paulista são destaque em Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu

Por Blog

Cerca de 30 atletas do Itaim Paulista, bairro da zona leste de São Paulo, participaram, no fim de abril, do XVIII Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ) em Barueri, na Grande São Paulo.

Dos 31 itainhenses, 18 conquistaram lugar no pódio. Os melhores resultados foram das 11 crianças inscritas. Elas conquistaram seis medalhas de ouro, três pratas e duas medalhas de bronze.

Equipe infantil com professores Carlos e Andressa Maiolino

Samara Uno Maiolino, 5, era a menor da turma e trouxe o terceiro lugar na categoria pré-mirim leve, levando a faixa cinza. “Esta medalha é de bronze e é igual ao ouro, pois eu lutei para conquistá-la e você não”, diz Samara, retrucando à reportagem do Mural.

Dos seis títulos de campeões infantis, o destaque foi Beatriz Cristina de Souza Silva, 10, estudante do 5º ano do ensino fundamental. Ela treina Jiu-Jitsu desde os dois anos de idade e conseguiu ser campeã por dois anos seguidos no mesmo campeonato. Em 2012, lutou pela faixa amarela e, em 2013, pela faixa laranja.

Beatriz Silva, 10, leva o bicampeonato (2012-2013) e conquista a faixa laranja do infantil

“Achei legal participar, pois mostra como está a minha técnica no esporte. É uma forma de avaliar isso”, diz Beatriz.

“Tenho 48 medalhas e, às vezes, levo algumas à escola e mostro aos meus colegas. Eles ficam pensando que é difícil conseguir estas medalhas, mas basta estudar a técnica dos golpes e dedicar-se ao esporte, além de respeitar os adversários”, afirma a menina.

O irmão dela, Gustavo Thierry de Souza Silva, 7, treina desde os quatro anos e já conquistou 15 medalhas. No brasileiro, em Barueri, conseguiu trazer o ouro da categoria Mirim 2 super pesado e conquistou a faixa cinza. “Lutei três vezes e achei mais difícil a primeira, que quase perdi. Foi uma lição que aprendi na hora”, lembra Gustavo.

O atleta Patrick Pincerno Coutinho, 12, participou pela primeira vez do campeonato brasileiro e conseguiu trazer a prata na categoria infanto-juvenil I, faixa amarela.

“Meu filho Patrick treina há dois anos aqui na IFC e achei muito legal o esporte. Se tivesse saúde, eu também participaria dos treinos e torneios. Ele melhorou muito a timidez e ficou mais sociável com os colegas depois que entrou no Jiu-Jitsu”, diz o operador de máquinas Edvar Gonçalves Coutinho, 36.

Os adultos conquistaram dois ouros, uma medalha de prata e quatro bronzes. A campeã mundial em 2012, Andressa Maiolino, ficou em segundo lugar. “Como estou me preparando para o campeonato mundial, nos Estados Unidos, não quis forçar a luta, pois estava sentindo meu ombro”, finaliza Andressa, que se orgulha de ser filha do Itaim Paulista e poder trabalhar no bairro.

“Esta foi a primeira edição do campeonato em São Paulo. Desde a sua criação, em 1996, sempre ocorreu no Rio de Janeiro e nossos atletas não poderiam deixar de participar”, comenta o diretor da academia Itaim Fight Center Jiu-Jitsu (IFC-JJ), Carlos Maiolino, 41, que recebeu o convite da academia “Barbosa JJ” para participar da competição.

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521

Blogs da Folha