Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Trabalho de conclusão de curso vira casamento comunitário na ETEC Sapopemba

Por Blog

No sábado (29), a turma do curso técnico de Serviços Jurídicos da Escola Técnica de Sapopemba (ETEC), na zona leste de São Paulo, promoveu um casamento comunitário para casais da região. O evento fez parte do trabalho de conclusão de curso (TCC) da turma de 18 estudantes que resolveu ir além das quatro paredes da sala de aula.

“Quase nenhum cartório divulga que tem casamento gratuito e a população é leiga neste assunto. Então, a gente abraçou a causa e fomos em frente”, explica a aluna Márcia Cristina Rodrigues, 45.

Noivos durante cerimônia de casamento comunitário no sábado (29)

As dificuldades em organizar o casamento comunitário começaram pela busca de um cartório disponível para oferecer gratuitamente a oficialização do matrimônio aos noivos. Somente o cartório de São Matheus, na zona leste, se propôs a não cobrar. “Em geral, o custo de um casamento sai por R$ 400,00 e não é todo cartório que isenta as pessoas pobres”, afirma Adilson Costa, presidente da União de Moradores do Conjunto Habitacional Inácio Monteiro (Umocim).

Outra dificuldade foi a falta da certidão de nascimento dos noivos. “Nem todas as pessoas tinham a certidão de casamento atualizada, principalmente aquelas que nasceram em cidades onde o cartório só funciona uma vez por semana e não é informatizado”, comenta a aluna Rosângela Medina Fonseca, 36.

Padrinhos levam noivas durante o evento

Dos 50 casais mapeados, apenas 19 compareceram para oficializar o matrimônio. Um deles foi o auxiliar de serviços gerais, Luan Santos, 23, e a dona de casa, Sheila Sousa, 22. Com o sorriso largo no rosto, a noiva estava radiante. “É um sonho que estamos realizando. É só felicidade”, afirmou Sheila.

O aposentado Jairo Ferreira, 58, e a micro empreendedora Vera Lúcia Novaes, 44, moradores do Parque Novo Lar, estão juntos há mais de 17 anos. “Para mim foi uma benção muito grande. Quando veio esta porta do casamento, Deus abençoou de tal maneira que todo mundo colaborou com alguma coisa”, conta Vera. Segundo ela, a iniciativa da ETEC foi importante e deveria continuar em outros anos.

Durante o processo mais burocrático, os alunos acompanharam os casais no cartório para dar entrada nos documentos. No fim, foi a vez de um juiz de paz oficializar a união para, finalmente, a turma de estudantes organizar o evento com direito a bolo e fotos, que ocorreu na Sociedade de Amigos Cidade de São Matheus – Sacismat.

No prazo de 30 dias, o cartório vai fornecer as certidões definitivas do casamento civil.

Segundo a professora orientadora da turma, Roberta Queiroz, 35, o casamento foi a plena realização de um sonho. “O curso técnico é pioneiro na região, então, foi uma realização de vida pessoal e profissional muito grande”.

Com o que aprenderam no curso técnico de Serviços Jurídicos, alunos da Etec realizaram casamento comunitário

Para a diretora da escola, Sandra Regina dos Reis, “a ETEC é a única escola técnica na região, então estes trabalhos sociais são importantes”.

“Aprendemos em primeiro lugar que mesmo estando no século XXI, ainda existem muitas pessoas à margem de seus direitos – por falta de conhecimento e oportunidade – e que todo o conhecimento só tem valor se puder ajudar alguém”, comenta a aluna Rosângela.

Veja reportagem em vídeo aqui.

Cacau Ras, 34, é correspondente do Itaim Paulista.
cacauras.mural@gmail.com

Simone Freire, 23 é correspondente de Cidade Tiradentes
simonefreire.mural@gmail.com

Vander Ramos, 51, é correspondente do Itaim Paulista.
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha