Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Moradores querem poupatempo no lugar de antiga estação de trem em São Miguel

Por Blog

Após a desativação da antiga estação de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no bairro de São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, usuários do sistema ferroviário não sabem o destino da edificação construída nos anos 1980.

A população sugere a criação de um poupatempo no espaço. O posto mais próximo da região fica no metrô Corinthians-Itaquera, distante cerca de 30 minutos de ônibus. Contudo, os moradores se queixam da fila de espera para o atendimento e a retirada de documentos, que pode ultrapassar mais de 50 minutos, no último caso.

Entrada da antiga estação: 14 mil passageiros por dia são atendidos na região

“Sempre ouvi dizer que a antiga estação será um poupatempo, mas até agora não temos certeza. Vamos torcer para isso acontecer”, diz a estudante Margarete Lima Souza, 25.

Do lado direito da antiga estação, a companhia pretende construir salas para serviços do governo estadual. Entretanto, os planos não incluem uma nova unidade do poupatempo. “Qual será o destino deste prédio? Vão demolir tudo e não aproveitar nada?”, pergunta o serralheiro Alberto Nunes Gomes, 43.

CPTM prepara novo terminal de ônibus aos usuários

Já no terreno ao lado da edificação, trabalhadores constroem um terminal de ônibus com duas baias. “A ideia do terminal de ônibus ligado à nova estação é ótima, pois hoje tenho que descer na rua Salvador de Medeiros e caminhar por 500 metros até a estação. É muito longe”, enfatiza o servidor público Carlos Silva Batela, 41.

“Se eu puder escolher, preferiria um poupatempo, pois assim viria uma base da polícia e este local ficaria bem movimentado para o comércio”, diz o jornaleiro Juca Gustavo, 50.

Desde o dia 29 de julho, o bairro ganhou uma nova e ampla estação de trem. O novo terminal está preparado para atender mais de 30 mil passageiros por dia, entretanto, hoje, a demanda da região é de 14 mil passageiros.

Em nota enviada à reportagem do Mural, a estatal afirma que pretende dar outros destinos ao espaço. “A CPTM está contratando projeto funcional para definição do uso da estação, que deverá ter algumas partes demolidas para implantação de novos empreendimentos associados, bicicletário, base de segurança e outros usos públicos. Outra parte da atual estação deverá ser destinada às bases de manutenção da CPTM”.

 

Vander Ramos, 53, é correspondente do Itaim Paulista.
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha