Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Um Elvis Presley em São Miguel Paulista

Por Blog

O rei do rock, Elvis Presley, completaria 79 anos amanhã –ou completa, se ele, como dizem, não morreu. No mundo da música, o cantor e ator norte-americano é uma lenda e, com isso, fãs de todos os cantos do mundo homenageiam Elvis através de “cover” (imitação profissional de artistas). Que é o caso de Paulo Galvan, morador do bairro de São Miguel Paulista, extremo leste da cidade, desde que nasceu, há 47 anos.

“O lugar em que você mora não é determinante para se fazer uma boa homenagem ao Elvis, mas garanto que o calor da periferia nas minhas apresentações é maior”, afirma Paulo.

Elvis Cover, como é chamado por seus conhecidos, conta que, no ensino médio, já imitava Elvis, mas sem pretensão alguma de cover, pois seus artistas prediletos eram da brilhantina e o sambista Benito di Paula.

Paulo Galvan, de Elvis Presley, cumprimenta público em confraternização
Paulo Galvan, de Elvis Presley, cumprimenta público em confraternização

Segundo Paulo, a inspiração para o cover surgiu da personalidade de seu ídolo. “Elvis era humilde, não ligava para dinheiro nem para a riqueza de outras pessoas. Ele era muito carismático também e eu tento repassar isso no meu cover, mas também na minha pessoa e vida”.

O Elvis de São Miguel já foi enfermeiro, desenhista mecânico e foi autônomo diversas vezes. Hoje, com uma mulher e uma filha, diz que consegue se sustentar apenas através de sua paixão por Elvis Presley. “Participo de vários eventos na região e fora daqui também. Acho que 90% da minha vida é Elvis e cover é minha ocupação atualmente”, diz ele.

Paulo Galvan, de Elvis Presley, em evento na Assembleia Legislativa de São Paulo
Paulo Galvan, de Elvis Presley, em evento na Assembleia Legislativa de São Paulo

“Já fiz show em festa de funk, em festa da Assembleia Legislativa para crianças especiais, em bodas de ouro e até em um casamento de libaneses. É fácil enxergar como Elvis conquista a todos até hoje”, afirma o fã.

De acordo com a revista Forbes, Elvis Presley, morto ou não no dia 16 de agosto de 1977, levanta por ano aproximadamente US$ 55 milhões (cerca de R$ 110 milhões) com suas músicas e uso de imagem.

Renata Asp, 22, é correspondente de Itaquera
@Renata_Asp
renataasp.mural@gmail.com

Vander Ramos, 53, é correspondente do Itaim Paulista
@vander521
vander.mural@gmail.com

Blogs da Folha