Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Divisão de rua confunde moradores na Vila Jacuí

Por Blog

A principal entrada da Vila Jacuí, na zona leste de São Paulo, para quem chega de outras regiões da cidade é a rua Américo Sugai. Entretanto, em formato de L, ela se divide em duas, mantendo o mesmo nome, o que prejudica moradores e comerciantes do número 550 ao 1.330, enquanto privilegia os residentes do número 550 até a praça José Cardoso de Moura, no centro do bairro. O lugar é conhecido pelos moradores como “Morumbizinho”, em referência ao distrito nobre da zona sul de São Paulo.

Para os motoristas, a entrada na via a partir da avenida Jacú-Pêssego é a melhor opção. Já quem entra ou sai do bairro de transporte público, passa de ônibus pela rua para atravessar a Jacú-Pêssego e seguir, ou vir, sentido um dos metrôs mais próximos: Artur Alvim ou Penha.

A cabeleireira Selma Silva, 53, conta que começou a trabalhar no quintal de casa, na altura do número 1.100 da Américo Sugai. “Naquela época era difícil, porque não tinha muito movimento. Eu só conseguia pagar as contas por causa das minhas fiéis clientes”, diz. “Quando consegui alugar um espaço aqui [altura do número 350], meu lucro mais que dobrou, porque aqui tem maior visibilidade”, afirma.

Cruzamento Jacú-Pêssego x Américo Sugai é a principal entrada da Vila Jacuí para paulistanos de outras regiões
Cruzamento Jacú-Pêssego x Américo Sugai é a principal entrada da Vila Jacuí para paulistanos de outras regiões

Uma moradora de um condomínio fechado de casas no número 1.000 da rua, que pediu para não ser identificada, diz que acabou de se mudar para o local e teve problemas na mudança. “O caminhão de mudança subia e descia várias vezes só na ‘outra’ rua e não achava o meu número”, relata. “Isso me deixou um pouco preocupada de comprar coisas pela internet e também não acharem a minha casa”, acrescenta.

Já para um dos motoqueiros que frequentam o Morumbizinho Moto Clube, na altura do número 1.200, “a tranquilidade nessa parte da rua é melhor”, diz.

“Aqui, a gente esquece dos problemas e da muito louca rotina de São Paulo”, afirma o dentista Josué Souza, 41. Morador da região, ele diz que essa parte da rua é “esquecida”, mas não consegue visualizar uma solução para o gargalo. “Se mudassem o nome da rua, poderia até ser pior, porque, para quem sempre morou aqui, seria difícil se readaptar”.

Procurada, a subprefeitura de São Miguel Paulista afirmou, em nota, que “oficialmente, a rua Américo Sugai faz uma curva, sendo que não é permitido alterar o nome de parte do trecho”. A administração também informou que há uma projeto para melhorar o trecho, que inclui aumento viário e melhor acesso entre a avenida Jacú-Pêssego e rua Américo Sugai.

 

Luís Adorno, 19, é correspondente de Vila Jacuí
@luisadorno
luis.adorno.mural@gmail.com

Blogs da Folha