Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Primeiro encontro de grafiteiros de Mairiporã muda entrada da cidade

Por Blog

Quem passou no fim de semana (18 e 19/1) pela rotatória de entrada de Mairiporã, cidade localizada na porção norte da Grande São Paulo, surpreendeu-se com o que viu. Diversos grafiteiros se reuniram para transformar um muro cedido pela prefeitura, com 150 metros de extensão, em uma verdadeira exposição ao ar livre. O evento foi divulgado entre amigos pela internet e a ideia era que cada um criasse o seu próprio grafite, sem limite de tamanho.

Nos ônibus, nos carros, ou mesmo a pé, a população olhava admirada para a nova entrada do município. Um paredão que circunda uma garagem de veículos e equipamentos, antes um local pouco importante, agora virou um “ponto turístico” em meio as vias mais movimentadas de Mairiporã.

O evento foi organizado pelo grafiteiro Carlos Alexandre, 31, ou Carlinhos Rootsm (TSM de Todos Somos Manos), que conseguiu a autorização para uso do muro com a prefeitura. O apoio também veio do seu círculo de amigos, do qual fazem parte o movimento Cultura Ativa, diversos grafiteiros e até mesmo de comerciantes da região.

X

Carlinhos destacou que era a realização de algo único na cidade. “Apesar do trabalho e da dedicação para seguir em frente com a ideia, tudo vale a pena no fim. Essa é uma vitória de ‘Mairipa’ [Mairiporã]”.

Regado com muito rap e reggae, o encontro contava, ainda, com aparelhagem de som cedida por conhecidos. “Se isso não for amor, pode chamar do que quiser”, disse Carlinhos para sua mãe durante o planejamento do encontro, sentimento que ‘contaminou’ os presentes.

A divulgação também atraiu curiosos, grafiteiros de São Paulo e gente de outros estados, como Minas Gerais, da cidade de Cambuí, e até do Distrito Federal.

O motoboy Rogério F. Junior, 27, disse que foram poucas as ocasiões em que um muro tão grande foi cedido para os grafiteiros. Conhecido como Sortesete, Rogério foi o primeiro a chegar no domingo e, para ele, a divulgação pela internet foi essencial. “Fiquei sabendo pelo Facebook, todos os que grafitaram aqui souberam por meio da rede de amigos. Um espaço assim chama muito a atenção”.

Autoridades do município também comparecem ao encontro, como o secretário de Cultura Juan Oscar Ouchana e a vice-prefeita Débora Lopes Braga. “[O evento] é uma forma de manifestação artística que tem o objetivo de embelezar a estética urbana da cidade, transformando o espaço em um lugar criativo e valorizando a arte”, comentou a vice-prefeita.

 

Humberto Müller, 23, é correspondente de Mairiporã
@lagomuller
lagomuller.mural@gmail.com

Blogs da Folha