Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Coletivo cria evento para valorizar produção feminina na periferia de SP

Por Blog

Para incentivar a produção da mulher na periferia, ocorreu no último domingo (26), no distrito do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, o evento “As Guerreiras”. O encontro organizado pelo Coletivo Cultural Urbano, realizado todo último domingo do mês, atraiu MC’s, DJ’s, poetisas, skatistas e grafiteiras que se apresentaram para um público de cerca de 500 pessoas.

Ativistas falaram sobre sexismo, a produção artística feminina e sobre a condição da mulher nas bordas da cidade. Como homenagem, fizeram uma árvore enfeitada com flores e poesias sobre o público feminino.

O ponto alto do encontro foi a apresentação do grupo Juntas na Luta e da cantora Carol Uoronatto, 25, que veio da zona norte para o encontro. “Ações assim elevam nossa autoestima e são sempre bem-vindas”, reforçou Carol.

X

“Nossa visão é o resgate cultural da nossa comunidade, porque nosso bairro é uma região cultural. Devemos impulsionar a participação efetiva das diferentes culturas urbanas, como hip-hop, skate, grafite, música e streetball. Não é só o jovem da periferia que se identifica, mas de diversas classes sociais”, afirma Carlos Alberto de Souza, 39, um dos organizadores do encontro, mais conhecido como Zumba Rasta.

O coletivo se reúne em frente ao Bar Pedra Pequena, localizado na rua Barão de Alagoas, 900. “O evento surgiu da necessidade de dar voz às mulheres do hip-hop. Então, em uma conversa com o Zumba eu disse: ‘Vamos fazer algo só para as minas? Daí nasceu a “Guerreiras”, relata o também idealizador do coletivo Danilo Máximo Alves de Lima, 23, o Danilo Negão.

No evento também se apresentaram as artistas Dj Rafa, Juntas na Luta, As Trinca, Dj Aleksandra, Dj Bia, Força Ativa e GGF A família. A grafiteira Daniela Namastê, 22, também deixou sua mensagem. “As famílias agora já veem para curtir, trazendo seus filhos pequenos para aproveitar o espaço, que conta com atividades de street skate, streetball, muita música e oficinas de samba-rock”, reforçou.

“O coletivo na nossa quebrada representou, pois agora sim estamos com atrações que realmente nos identificamos. Agora já temos onde frequentar aos domingos para tirar uma onda”, diz o técnico de enfermagem Sergio da Silva Farias, 36.

Cacau Ras, 35, é correspondente do Itaim paulista
twitter.com/cacauras
cacauras@gmail.com

Blogs da Folha