Moradores da zona sul reclamam de constantes enchentes na região

Por Blog

Quem mora nos bairros de Americanópolis e Cidade Ademar, na zona sul de São Paulo, já está acostumado a subir os móveis à parte mais alta da casa em dias de chuva. Os frequentes alagamentos na região assustam os moradores, que buscam saídas para evitar prejuízos.

Nos últimos meses, a região sofreu mais de três alagamentos. Todos diretamente ligados a problemas com os córregos Cordeiro e Zavuvus, que estão em má conservação, segundo moradores.

“Moro aqui há anos, vim sabendo dos problemas do bairro. Vi o córrego [Cordeiro] encher algumas vezes, mas nunca com tanta frequência como agora”, conta a dona de casa Véra Lúcia, 59, enquanto separa os documentos para alugar outra residência a três quarteirões do córrego. “Não tenho mais vontade e coragem de morar aqui. Vi minha casa encher três vezes e perdi meus móveis. Agora perdi a esperança”, completa.

Ela reside no bairro há nove anos, três deles na região conhecida como Feira Livre, berço do córrego Cordeiro. Viúva, a moradora dividia a casa de quatro cômodos com o único filho dos quatro que optou em continuar no bairro.

Na última chuva forte, em janeiro deste ano, uma casa que abrigava cinco pessoas veio abaixo na rua Jorge Rubens Neiva de Camargo. Por sorte ninguém morreu.

X

No verão passado, os bairros Cidade Ademar e Jabaquara registraram dois pontos de alagamento entre os meses de dezembro e fevereiro de 2013. Neste ano, o número sobiu para três no mesmo período, segundo informações do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências).

De acordo com moradores, os alagamentos na região se agravaram após o início das obras de implantação de um piscinão próximo ao córrego Cordeiro. “Ele voltou a transbordar e não vimos ninguém da prefeitura aqui. Depois que fizeram os buracos do piscinão, sempre que chove, alaga”, reclama a dona de casa Maria José Almeida, 52. Moradora da rua Comendador Ítalo Franceschi, ela conta que teve sua casa alagada por duas vezes em uma semana.

A Secretária Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras reconheceu que o alagamento na região é constante, mas afirmou que o problema não tem ligação com as obras do piscinão, iniciada em agosto de 2012, ao contrário do que disseram os moradores.

Segundo a secretaria, o córrego Cordeiro está em fase de canalização e adequação hidráulica. Seis piscinões estão previstos para a região, sendo que dois devem ser entregues até o fim do ano.

Sobre o córrego Zavuvus, o órgão informou que neste ano a prefeitura iniciará as obras na bacia do canal e que irá construir um piscinão. O projeto, contudo, encontra-se em pré-qualificação para licitação.

Vagner Vital, 24, é correspondente do Jabaquara
@vagnervital
vagnervital.mural@gmail.com