Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Carnaval com Mano Brown e Sérgio Vaz busca atrair mais de mil foliões na zona sul de SP

Por Blog

Uma tradição que estava quase se perdendo no Jardim Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, fez com que amigos e outros moradores da região (sambistas em sua maioria), promovessem, há 12 anos, ensaios e cortejos em um beco do bairro.

Daí surgiu o Bloco do Beco, que deu origem, também, a Associação Cultural Recreativa Esportiva Bloco do Beco, que oferece diversas atividades à população, como oficinas de capoeira, maracatu, percussão, balé, dança afro, dentre outras.

Um dos participantes, Eduardo J. da Silva, 21, conta que todos os desfiles do grupo foram marcantes, mas destaca os dois últimos anos, em que tiveram uma participação maior da comunidade.

“Nossa expectativa é que este ano cerca de mil pessoas participem. Todos que, de alguma forma, não podem ir nos desfiles no Sambódromo acabam participando do bloco de carnaval no bairro”, declara.

Na edição de 2014, além de percorrer as ruas do Jardim Ibirapuera, o bloco também promoverá atividades de recreação para crianças e serviços comunitários, como exame de vista e medição de pressão arterial.

Também vai haver uma roda de conversa sobre áreas de conflito em transformação e racismo institucional, com a presença de articuladores culturais da periferia, como Mano Brown e Sérgio Vaz.

X

Desde janeiro, toda sexta-feira, às 19h, no ponto final de ônibus do Jardim Ibirapuera, o grupo se reúne para realizar os ensaios da bateria. A novidade desse ano é o patrocínio de 300 abadás para os instrumentistas. Haverá, ainda, a venda de adereços para os participantes que não tiverem condições de se fantasiar.

A articuladora cultural do jardim São Luís, também na zona sul, Michelle Correa Silva, 29, conta que participa todo ano do evento. “O desfile é um dos mais animados que já participei. É muito bacana ver uma comunidade toda mobilizada, além disso, ver as crianças que passaram meses ensaiando fazer aquela batucada é a coisa mais linda. Indico a todos que gostam de um carnaval do bem”.

O carnaval do Jardim Ibirapuera tem o apoio de comerciantes locais, da Agência Solano Trindade, do Programa Vivenda e da Associação Capão Cidadão.

A prefeitura irá colaborar com banheiros químicos, segurança e agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego  (CET), além de um caminhão pipa para os que quiserem se refrescar.

A roda de conversa abrirá as atividades no sábado (1), às 12h, na sede da Associação, na rua Salgueiro do Campo. A concentração para a saída do bloco será às 14h e o desfile às 16h. Para quem não quiser usar fantasias, os abadás serão vendidos por R$ 10.

Cíntia Gomes, 30, é correspondente do Jardim Ângela
@cintiamgomes
cintiagomes.mural@gmail.com

 

Blogs da Folha