Ônibus suspendem circulação em Carapicuíba

Os ônibus municipais da cidade de Carapicuíba, na região oeste da Grande São Paulo, deixaram de operar nesta quarta-feira no começo da tarde.

Ações violentas contra os coletivos motivaram a paralisação, determinada pelas empresas ETT e Del Rey. Não se trata de uma greve.

Motoristas relatam que pessoas seguiam os ônibus de moto ou davam sinal nos pontos. Quando o coletivo parava, homens retiravam as chaves da ignição e ameaçavam incendiar os veículos caso eles continuassem rodando.

Os incidentes ocorreram nos bairros Ariston e Km 21, perto do pátio da Viação Osasco, que também atende Carapicuíba e entrou em greve nesta quarta.

Devido à paralisação, funcionários municipais foram dispensados mais cedo, às 16h. Faculdades da cidade suspenderam as aulas e houve reforço no policiamento nas ruas.

Kombi oferece transporte em ponto de ônibus de Carapicuíba durante paralisação
Kombi oferece transporte em ponto de ônibus de Carapicuíba durante paralisação

Na movimentada avenida Inocêncio Seráfico, coletivos estavam lotados com profissionais das companhias de transporte que retornavam para as garagens das empresas.

Alguns pontos de ônibus da avenida estavam lotados e os passageiros aparentavam estar surpresos com o ocorrido.

No Km 21, ponto final de diversas linhas de ônibus, muitas pessoas saiam da estação de General Miguel Costa da CPTM, na linha 8-diamante e seguiam a pé.

Outras pessoas tentavam embarcar em vans da EMTU que, lotadas, seguiam para cidades vizinhas. Kombis e outros veículos não-autorizados ofereciam transporte nos pontos.

Os moradores da Vila Silvânia chegaram a andar por 45 minutos para chegar na estação de trem.

Mônica Oliveira, 48, é correspondente de Carapicuíba
@idmonica
monicaoliveira.mural@gmail.com

Anderson Ferreira, 25, é correspondente de Carapicuíba
@anderson2908
andersonferreira.mural@gmail.com

 

Comentários

  1. Boa noite!!
    Alguém tem previsão ou notícias de como estará a circula de ônibus em Carapicuíba amanhã 22-05?

  2. Estava assim mesmo. O Km 21 estava um caos, com vans escolares e carros particulares oferecendo “caronas” a R$ 5,00, cobrindo os itinerários normalmente oferecidos pelos ônibus.
    Hoje pela manhã, motoristas e cobradores comentaram o medo de circular, pois estão sendo ameaçados por pessoas que bloqueiam os trajetos e querem incendiar os ônibus.

Comments are closed.