Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Demolição de creche leva crianças para espaço improvisado em Carapicuíba

Por Blog

A derrubada de uma creche municipal conhecida como Mundo Mágico, em 2013, na cidade de Carapicuíba (Grande São Paulo), até hoje gera reclamações de moradores. Parte dos alunos, transferidos para uma casa improvisada, sofre com as más condições do espaço.

Sem placa de identificação, o ambiente não é bem arejado ou tem área de lazer adequada para as crianças. Em uma manhã ensolarada, os pequenos brincavam no refeitório onde uma das paredes está infiltrada e com vestígios de mofo.

A antiga creche, situada no Jardim Novo Horizonte, foi demolida em razão de vazamentos do solo, de acordo com a população.

Creche foi demolida em 2012 e entulho do terreno incomoda a população
Creche foi demolida em 2012 e entulho do terreno incomoda a população

A instalação provisória fica na rua Zequinha de Abreu, 22, e tem cinco salas de aula, com até 16 alunos cada. Os alunos vieram do pré II da creche Mundo Mágico e da Emei Novo Horizonte II. As crianças dividem espaço com as professoras em salas com cerca de cinco metros quadrados. A última comemoração do dia das mães, por exemplo, teve de ser realizada em outra escola do bairro.

“Os alunos têm de levantar para os outros passarem, porque a sala não tem espaço”, relembra a dona de casa Zumira Felix, 67, quando foi a reunião de pais de sua neta.

“Minha filha reclama porque [nessa casa] as crianças se aglomeram entre si. É uma em cima da outra. Elas sofrem com o calor e, muitas vezes, dividem o banheiro com as professoras. Há crianças aqui no bairro que não conseguiram vaga por causa do tamanho das salas”, reclama a babá Rúbia Dias Fonseca, 28.

Em uma das classes, que estava às escuras, havia duas professoras com grande quantidade de crianças. Em outra sala de aula, a pintura descascada da parede dividia espaço com desenhos de alunos.

De acordo com moradores, a nova instalação da creche Mundo Mágico estaria pronta em um ano após sua demolição. Contudo, até hoje, os pais aguardam a unidade. “Fui na assistência social e não tem vaga. Minha filha de cinco anos está sem estudar e até agora nada”, disse a moradora Cláudia dos Santos, 40.

O Mural apurou que está em fase final de obras um espaço na avenida Netuno, 428, que vai abrigar a nova creche. As crianças que ficam na residência da rua Zequinha de Abreu serão transferidas para lá em julho deste ano.

TERRENO ABANDONADO

Em estado de abandono, o terreno que abrigou a antiga creche Mundo Mágico, localizado na rua Áquila, 75, hoje serve como depósito de lixo e entulho. Moradores afirmam que a área tem sido usada para o consumo de drogas durante a noite e enfrenta vazamentos e foco de dengue.

Sem sinalização que interdite o local, a área tem encanamentos expostos e esgoto a céu aberto nos fundos. Nas proximidades dos portões há muito mato, galhos e pneus. A sujeira também se estende para outro espaço baldio ao lado.

Rua Áquila, no Jardim Novo Horizonte, em Carapicuíba
Rua Áquila, no Jardim Novo Horizonte, em Carapicuíba

“Esses dias estava vazando água e eu tive que pedir para o meu marido arrumar até a Sabesp [Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo] vir aqui. O problema é a grande quantidade de lixo e mato”, afirma a dona de casa Maribel Pacheco Rodrigues, 52, que mora em frente ao terreno.

Em nota, a Prefeitura de Carapicuíba informou que a creche foi demolida em razão de “problemas estruturais que proporcionavam riscos para funcionários”, alunos e moradores da região. Disse que a reconstrução da unidade “está em análise para liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)”. Reforçou, ainda, que será  construída uma unidade na rua Sergio Cardoso. Essa, sim, aprovada pelo FNDE. A creche terá capacidade para 240 vagas, com início previsto para o segundo semestre de 2014. A construção de mais 16 unidades de educação infantil na cidade também já foi aprovada pelo FNDE.

O órgão também ressalta que “foram locados imóveis e firmados convênios com entidades do bairro e imediações” para melhor atender a população local. Diz, também, que as crianças da unidade improvisada serão transferidas para um novo imóvel, em estado de locação.

Sobre os serviços de limpeza, a prefeitura informou que “tem realizado operações para limpar terrenos por meio de mutirões nos bairros. A região citada pela reportagem será atendida dentro de 30 dias.

Anderson Ferreira, 25, é correspondente de Carapicuíba
@anderson2908
andersonferreira.mural@gmail.com

Blogs da Folha