Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Bar na zona leste tem shows, saraus e serve 48 tipos de cachaça

Por Blog

Há 25 anos, Flávio Tavares, o Tatau, abria um bar no número 479 da avenida São Lucas, na zona leste,  para vender frango assado aos moradores da região. Inaugurava-se o Bar do Frango.

Ouvindo sugestões de amigos, ele resolveu inserir mesas e servir bebidas para a clientela que aguardava o preparo do tradicional galeto. Não demorou até alguém levar um violão e, junto com sanfonistas, cantores e compositores, transformar o lugar em um espaço musical.

Hoje, o Bar do Frango é considerado um reduto cultural na região, servindo como ponto de encontro para muitos artistas populares de diversos cantos do Brasil, como a paraibana Socorro Lira, o baiano João Bá, o amazonense Antônio Pereira e o paulista Amaury Falabella. Todos, consagrados músicos regionais.

Lucas Tokumoto e Graziella Hessel tocam no espaço, decorado com pôsteres de filmes
Lucas Tokumoto e Graziella Hessel tocam no espaço, decorado com pôsteres (Paola Tokumoto/Divulgação)

As apresentações são realizadas no último sábado de cada mês, às 20h. No dia 31/5, quem sobe ao palco é o duo Lunáticos. A entrada é gratuita.

Há também o Sarau do Bar do Frango, que ocorre no último domingo de cada mês, a partir das 19h. Todas as pessoas presentes são convidadas a mostrarem seus talentos artísticos.

“Há pessoas realmente talentosas que mostram seu trabalho, mas a ideia também é convidar todo mundo a subir ao palco e tocar aquelas duas ou três músicas que sabe”, explica Tatau. O próximo sarau será dia 25.

O ambiente é aconchegante e a decoração, composta por fotografias de Sebastião Salgado, pôsteres de ídolos da MPB e cartazes de filmes, como o icônico “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, não deixa dúvidas que neste espaço respira-se cultura.

O bar realizará diversas atividades para comemorar seu quarto de século. A festança começa em junho, com a abertura do Espaço Dércio Marques de Cultura, que promoverá apresentações e até sessões de cinema, com pipoca à vontade para as crianças, na praça em frente ao bar.

E, afinal, tem frango no Bar do Frango? Claro, o tradicional à passarinho sai por R$ 20. Há também porções de mandioca e polenta (R$ 13), caldinho de feijão (R$ 6) e carne seca com mandioca (R$25).

Isso sem contar os 48 tipos de cachaça minera, cuja dose vai de R$ 4 a R$ 23, dependo da velhice da iguaria.

E esta não é a primeira vez que o Bar do Frango ajuda a por de pé um Centro Cultural, conta Tatau. “Há alguns anos existiu o Espaço Mamberti de Cultura, que serviu como ponto de encontro de grandes músicos da MPB”, diz.

Segundo Tatau, a iniciativa foi de um grupo de lideranças do bairro e amigos do Bar do Frango que transformaram uma antiga casa em um espaço cultural e de reunião da comunidade.

O extinto Espaço Mamberti realizou mais de dez cursos e oficinas culturais gratuitas, além de shows de música e apresentações de teatro. O intuito é retomar esta experiência.

João Paulo Brito, 25, é correspondente da Vila Nova Cachoeirinha
@JoaoP_Brito
joaopaulobrito.mural@gmail.com

 

(Versão ampliada do texto publicado no “Guia Folha” de 23/5/14)

 

Blogs da Folha