Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Capacitação promove autonomia para artistas de Cidade Tiradentes

Por Blog

Depois de 10 anos fomentando a criação de novos artistas locais, o Instituto Pombas Urbanas, da Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo, pretende apontar caminhos para que outros grupos conquistem autonomia e independência.

Com o projeto Cooperativa de Artistas, o Pombas visa a profissionalização dos grupos que nasceram no instituto. A ideia é findar com a criação de uma cooperativa formada por 3 coletivos: Núcleo Teatral Filhos da Dita, Cia Teatral Aos Quatro Ventos e Grupo de Circo-Teatro Palombar, todos formados por moradores do bairro.

“O grande desafio é pensar o passo seguinte, como sobreviver no mundo da arte. Ser um artista na Cidade Tiradentes não é o mesmo que ser um artista nos Jardins”, afirma Adriano Mauriz, 38, ator do grupo Pombas.

As atividades nesse primeiro semestre foram divididas em dois eixos, o primeiro com formação artística em instituições do bairro, realizadas pelos membros dos coletivos, e o segundo, com formação em gestão cultural para integrantes e interessados em geral.

X

Foram criados  4 grupos de formação teatral e circense, uma no Céu Inácio Monteiro para jovens de 18 a 29 anos, outra na Associação ABC Bem Querer, para crianças 12 a 14 anos, e na EMEF Mailson Delane, de 7 a 11 anos, além de mais uma turma de teatro infantil dentro do instituto.

Ao todo, as turmas já contabilizam 152 educandos e, pela primeira vez, o trabalho de formação chegou a regiões mais afastadas do distrito. “Queremos sempre mais aproximação dos extremos para que eles se apropriem do bairro e dialoguem”, afirmou Cinthia Arruda, arte educadora do grupo Pombas.

O curso de gestão cultural contou com 68 inscritos, certificado e encontros que contemplaram temas como empreendedorismo e elaboração de projetos, com a participação de representantes do Sebrae, Agência Solano Trindade, entre outros especialistas.

O educador Paulo Wesley, 20, do grupo Palombar, sonhava em sair do bairro, mas hoje tem prazer em morar na Cidade Tiradentes. Para ele, participar do projeto é uma oportunidade de profissionalizar seu trabalho.

“Somos filhos do Pombas, mas temos nossos próprios sonhos. Um dia o filho cresce, queremos andar com as próprias pernas”, disse ele.

No próximo semestre haverá uma temporada de apresentações dos coletivos no bairro e em outras regiões da cidade. O projeto é mantido pela renda ganha no edital do Programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania no ano passado.

Regiany Silva, 25, é correspondente da Cidade Tiradentes
@regianysilfre
regianysilva.mural@gmail.com

 

 

Blogs da Folha