Lanche de Mairiporã faz sucesso com coração de bananeira

Por Blog

Quem passa pelo Festival Revelando São Paulo, na zona norte da capital, encontra representações artísticas e culinárias de diversas cidades do estado.

Uma delas é o Buraco Quente que, há pelo menos 35 anos, é o quitute mais conhecido por quem mora na cidade de Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo.

O lanche consiste em um pão francês furado de um lado e recheado com carne moída, pimentão, legumes e coração de bananeira, vindos direto da chapa bem quente.

O resultado é uma mistura colorida e saborosa, que une ingredientes do cotidiano rural do município.

Criado pela assistente social Teresinha de Jesus Campos Wisniewski, 67, a iguaria representa a cidade no festival Revelando São Paulo há 18 anos. Ela explica que o sanduíche surgiu durante as festas da paróquia em Mairiporã.

X

“As pessoas chegavam com vários filhos e os pais, muitas vezes, só podiam pagar por um lanche e tinham de repartir”, conta.

“Nossa família fazia o buraco quente em casa e tive a ideia de fazer nas festas. Conseguia os ingredientes quase sem custo, pois muita gente joga fora o coração de bananeira. Com o preço de um lanche comum, [eles] podiam comprar cinco dos meus”, relembra.

O coração de bananeira tem um gosto semelhante ao do palmito e é encontrado em algumas receitas nas áreas rurais de Minas Gerais e de São Paulo.

Prepará-lo, no entanto, exige atenção. Se for manuseado incorretamente o extrato pode até manchar a pele. Mas, para Teresinha, o trabalho é recompensador – ela chega a vender mais de mil lanches em apenas um dia.

“O coração é desvalorizado, mas é nosso carro chefe. É hoje um dos lanches mais vendidos do evento. Sinto alegria no que faço e é um orgulho levar o nome da minha cidade e ser reconhecida por isso”.

O Festival Revelando São Paulo ocorre quatro vezes ao ano nas cidades de São Paulo, São José dos Campos, Iguape e Atibaia. Na capital, está neste mês no Parque do Trote, zona norte, e dura até o domingo (21). Informações no site do evento.

Humberto do Lago Müller, 23, é correspondente de Mairiporã
lagomuller.mural@gmail.com
@lagomuller

SAIBA MAIS:

– Casas vendem cachorro-quente com banana e pão de queijo com linguiça

– Cachorro quente é opção de renda em Osasco

– Você conhece o pastelão da zona sul?