Bloco de músicos de Itaquera homenageia morador

Por Blog

Um grupo de cinco amigos músicos, moradores do Conjunto José Bonifácio, em Itaquera, na zona leste, criou em 2011 o bloco do Jatobá para homenagear um morador querido do bairro e resgatar marchinhas paulistas com  instrumentos eruditos como trombone, trombone de vara, trompete e bombardino e sem equipamentos de som.

É o bloco do Jatobá que desfila nesta quarta-feira (11), às 19h. O grupo homenageia o morador e instrutor musical Lucas Carolino da Silva, 23, apelidado de Jatobá por causa de um personagem da novela América, transmitida há 10 anos na Rede Globo.

“O Jatobá da novela era cego e eu sou estrábico (vesgo). Não era bem o que eu queria, mas se não pode vencê-los, junte-se a eles. Todo o pessoal me chama assim desde então”, diz Carolino.

 Jatobá anima o bloco usando megafone em desfile de 2014 (Foto: Divulgação)
Jatobá anima o bloco usando megafone em desfile de 2014 (Foto: Divulgação)

Cerca de 450 seguidores do bloco, vindos de outros bairros e da Grande São Paulo, têm ajudado a fazer barulho durante desfiles de anos anteriores, segundo organizadores.

“Gostei muito da homenagem e também ajudei a criar o bloco. Além do mais, a música é muito presente na nossa vida e queríamos valorizar o ritmo das marchinhas”, ressalta. Jatobá toca trombone de vara no bloco e neste ano vai desfilar fantasiado de Faraó.

Maestro em fanfarras de escolas da região, Alair Sérgio Sampaio Júnior, 26, é um dos criadores do bloco. Ele também atua na associação beneficente Obra Social Dom Bosco e conta que “o Jatobá sempre foi muito atrapalhado e engraçado, além de querido por todos. A gente tinha de homenagear ele com o apelido.”

A letra oficial do bloco satiriza: “Ele faz besteira, ele é trapalhão. Ele é zaroio, zaroio de bom coração. Uma visão além do alcance para as gatinhas conquistar. Quero ver a mulherada paquerando o Jatobá.”

Jatobá é instrutor musical e puxa o bloco tocando trombone de vara
Jatobá é instrutor musical e puxa o bloco tocando trombone de vara

O bloco terá auxílio da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), da escolta da GCM (Guarda Civíl Metropolitana) e também contará com dois banheiros químicos.

O grupo sairá na quarta, às 19h, do Instituto Reação Arte e Cultura, na rua Professor João Batista Conti, 1245, passando pela Praça Brasil e na volta pela avenida Nagib Farah Maluf até o mesmo local.

Renata Asp, 23, é correspondente de Itaquera
@renataasp_
renataasp.mural@gmail.com