Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Bar completa três anos de rock no reduto do pagode em Carapicuíba

Por Blog

Em pleno reduto do pagode, o berço do Negritude Jr., na Cohab de Carapicuíba, o bar Lata Velha atrai os fãs do rock.

Instalado no contêiner de um lava-rápido, o barzinho é pequeno como as centenas de outros botecos da Cohab. Mas sua decoração, com fotos de ícones do rock nas paredes, a madeira escura das mesas e a meia-luz tornam o ambiente aconchegante.

Do lado de fora, as mesas dispostas nas amplas calçadas e os muros grafitados dão o tom descontraído e praieiro. “Aqui é tudo muito acolhedor, tipo uma família, e tem essa vibe de galera do rock”, diz Joyciara Moraes, 28, cliente do bar há quase um ano.

Criado há três anos, o bar superou as expectativas do proprietário, Henrique Oliveira, 37. “Sempre morei aqui, mas nunca fui presente na Cohab porque só frequentava a a Vila Madalena”, conta. “Assim que surgiu a oportunidade, quis trazer esse conceito de bar rock para cá.”

X

A aposta deu certo, e atrai clientes da noite paulistana, como Angélica Souza, 26, “Eu frequento a Augusta, e gosto muito daqui, por ser um ambiente bem eclético, com várias vertentes de rock”.

No cardápio, além das marcas tradicionais o Lata Velha oferece mais de trinta rótulos de cervejas, como Erdinger e Guiness (R$ 20).

Para beliscar, o bar serve porção de frios (R$ 15), pão de alho (R$ 3), casquinha de siri (R$ 8) e salgadinhos.

Na programação, bandas de rock se apresentam no palco com telão, e eventualmente há shows maiores que fecham a rua.  “O som, a decoração e as opções de cervejas tornam o Lata especial, e o público também se torna especial”, conta Diego Pontes, 26, baterista da banda Sommus.

“Como a cena rock não tem muito espaço na própria cidade, as bandas se conectam mais facilmente quando há eventos desse tipo”, ressalta.

Aos domingos, a partir das 14 horas, a programação se alterna entre shows voz e violão e sets do DJ Kabelo. “Esta é a casa onde me apresento com muito prazer, porque o público curte reggae, rock e eletrônico, geralmente nos barzinhos rola mais sertanejo, samba e pagode”, explica o DJ.

O Lata Velha também transmite os clássicos do Paulistão às quartas, e as lutas do UFC aos sábados.

Neste sábado, 28/2, o show é em dose dupla, com Cibelli Martinelli & PH Acústico, a partir das 14 horas. Entrada Grátis.

SERVIÇO:

Lata Velha Rock Bar. Rua Baependi, 3 – Cohab V – Carapicuíba. Telefone: 94725-4116

Preço: R$ 9 (cerveja em garrafa Heinecken, Budweiser, Serramalte 600 ml)

R$ 20 a R$ 35 (cervejas especiais, 500ml)

Tem área para fumantes. Não tem ar-condicionado. Tem música ao vivo. Tem mesas ao ar livre. Tem conexão wi-fi.

Aceita cartões. Estacionamento livre. 60 pessoas.

Quarta a domingo: a partir das 14h.

Mônica Oliveira, 49, é correspondente de Carapicuíba
@idmonica
monicaoliveira.mural@gmail.com

SAIBA MAIS:

Em Carapicuíba, bandas fazem festival para fortalecer cena independente

Aldeia em Carapicuíba que foi cenário para Mazzaropi é aberta para visitação

Bar em Itapevi tem shows musicais, temakis e quadros à venda

Blogs da Folha