Moradores de Paraisópolis mostram expectativa com nova novela da Globo

Por Blog

As ruas já agitadas de Paraisópolis vêm ganhando mais badalação há alguns meses, quando deram início às gravações da próxima novela da Globo. Encravada no bairro rico do Morumbi, a favela, que é uma das maiores do país, ganhará projeção nacional a partir de 11 de maio, com a estreia de  “I Love Paraisópolis”.

No entanto, embora o título exalte amor pela comunidade, alguns moradores estão tão ansiosos quanto receosos.

É o caso de Ana Maria de Brito Silva, 15, que diz ter acompanhado de perto todas as gravações na comunidade. A estudante garante estar num mix de ter o bairro representado na televisão, sem também negar a preocupação com a abordagem que será dada. “Tudo vai depender de como Paraisópolis for exibida. O que pode ajudar ou piorar. É preciso mostrar o cotidiano dos trabalhadores daqui. Se for o contrário, aí complica”, conta, divulgando os personagens que terão destaque na novela.

X

Para a maranhense Roselaine Paixão, 36, que vive em Paraisópolis há 16 anos, é preciso não mostrar somente o lado positivo, mas as contradições. “Não é pintar a comunidade como um paraíso, pois aqui temos problemas, como em todo lugar. Por exemplo, somos discriminados quando falamos que moramos aqui. Assim como existe um senso de fraternidade que não existe em outros lugares”, revela a auxiliar de escritório de uma ONG que atua na comunidade.

A novela tem como enredo central o mercado imobiliário em Paraisópolis. Na ficção, uma arquiteta, moradora do Morumbi, quer a todo custo destruir a favela. Na vida real, não à toa, a quinta maior favela do país está numa região privilegiada, no coração de um dos bairros mais ricos de São Paulo.

Na chamada oficial, divulgada na semana passada, a novela também traz figuras conhecidas na comunidade, como Berbela, artista que transforma sucata em arte  e também tem como cenário a casa de Antenor, feita com mais de 30 mil garrafas PET

A partir do próximo mês, o correspondente de Paraisópolis, Vagner de Alencar, que também é autor do livro “Cidade do Paraíso – Há vida na maior favela de São Paulo” (Primavera Editorial), passará também a acompanhar a novela para mostrar aqui no blog Mural como os moradores vão avaliar sua representação na trama. Acompanhe-nos!

Quer receber as notícias do Mural por email? Cadastre-se.

Vagner de Alencar, 28, é correspondente de Paraisópolis
@vagnerdealencar
vagnerdealencar.mural@gmail.com

SAIBA MAIS
Aldeia em Carapicuíba que foi cenário para Mazzaropi é aberta para visitação
Bloco de músicos de Itaquera homenageia morador