Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Moradores de Taipas se mobilizam por UBS em terreno abandonado

Por Blog

O sonho de transformar um terreno baldio de Taipas, zona noroeste de São Paulo, em algo útil para comunidade está perto de se tornar realidade. O “vizinho” indesejado dos moradores da rua Manoel Fernandes Leão, popularmente conhecido como “Morrão”, será o destino da Unidade Básica de Saúde (UBS) que atenderá os bairros Jd. Brasília, Jd. das Camélias, Vitória Régia e região.

A luta pelo melhor aproveitamento do terreno da prefeitura, abandonado há mais de 30 anos, teve novo fôlego de quatro anos para cá. O movimento ganhou peso com a união de vizinhos que formaram a Comissão de Moradores do Jd. Brasília e Vitória Régia. Entre abaixo-assinado pedindo a UBS, com mais de 3 mil assinaturas, carta aberta e ofícios, os moradores percorreram um longo caminho para serem ouvidos.

Terreno da prefeitura sem utilidade acumula mato e lixo (Créditos: Bianca Pedrina)
Terreno da prefeitura sem utilidade acumula mato e lixo
(Créditos: Bianca Pedrina)

Como parte dessas ações, no último sábado (9), eles protestaram durante o evento “Prefeitura no Bairro”, realizado no Jd. Elisa Maria, na presença do prefeito Fernando Haddad (PT). Com a pressão, conseguiram chamar atenção do gestor que recebeu dos moradores um ofício reforçando a solicitação para a construção do Posto de Saúde.

Prefeito Haddad recebe ofício dos moradores para construção do Posto de Saúde (Créditos: Facebook S.O.S jardim Brasília)
Prefeito Haddad recebe ofício dos moradores para construção do Posto de Saúde (Créditos: Facebook S.O.S jardim Brasília)

O início da construção da UBS é fruto de muita mobilização popular, recorda a representante da Comissão, Rute Costa, 53. “Não foi fácil encontrar o caminho das pedras para pressionar os órgãos públicos e termos atendidas nossas reivindicações”, recorda.

Segundo Rute, desviar das tentativas de alguns políticos, que tentavam se apropriar da luta, foi um dos desafios encontrados. No entanto, a líder faz questão de frisar a independência e autonomia do movimento. “Não somos ligados a nenhum partido político. Tudo que conseguimos foi pela nossa mobilização e organização”.

Para ela, valeu a pena todo o esforço. “Criamos uma consciência de nossos direitos. Antes a gente ficava cada um do seu lado reclamando. Unidos a gente consegue transformar a nossa realidade”, salienta. “Estamos cheios de esperança e continuaremos pressionando para as obras comecem esse ano”, completa.

Protesto de moradores no último sábado, 9, durante evento "Prefeitura no Bairro (Créditos: Facebook S.O.S Jardim Brasília)
Protesto de moradores no último sábado, 9, durante evento “Prefeitura no Bairro (Créditos: Facebook S.O.S Jardim Brasília)

O vizinho do terreno, Alaor Bertolo Alvez, 60, também recebeu a notícia da construção da UBS com felicidade, mas confessa que só acreditará mesmo quando as obras começarem. “Eu acho ótimo que se construa um posto de saúde aqui, não temos nenhum no bairro. O terreno está aí sem utilidade, servindo de descarte de lixo e proliferação de dengue”.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou que está prevista no endereço a construção da UBS Jardim Brasília, cuja unidade está em fase de projeto, em que ocorre a avaliação do terreno e outras medidas técnicas. Após isso, será feito o processo de licitação. O prazo para a entrega da obra é em 2016.

Quer receber as notícias do Mural por email? Cadastre-se

 Bianca Pedrina, 31, é correspondente comunitária de Taipas.
@pedrita
biancapedrina.mural@gmail.com

Blogs da Folha