Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Parque usado para caminhada tem sinais de abandono em Carapicuíba

Por Blog

Diariamente, entre 7h e 9h, a pista de cooper do parque dos Paturis, em Carapicuíba, na Grande São Paulo, é tomada por moradores das Cohab 2 e 5. A maioria é formada por mulheres, que aproveitam o local para praticar atividades físicas.

Porém,  os frequentadores reclamam de falta de limpeza e de manutenção na única área arborizada no bairro.

“Esse lugar é péssimo, deveriam cortar a grama. Desde criança venho aqui, antes era mais arrumadinho e não é mais um ambiente familiar, quebraram quase tudo”, afirma a estudante Marceli Viterbo, 17.

Há grama alta, lixo e embalagens espalhadas pelo chão. Entre os problemas, está uma mina de água com vazamento há mais de um ano que atravessa a pista de corrida em direção a um dos maiores lagos do parque.

Mesmo asfaltada, a via tem barro e folhagens. Ciclistas têm dificuldade em pedalar por causa da trepidação da pista.

Principal área de lazer na Cohab V e Cohab II é conhecida como violênta e suja.  (Foto: Anderson Ferreira/Blog Mural)
Principal área de lazer na Cohab V e Cohab II é conhecida como violênta e suja. (Foto: Anderson Ferreira/Blog Mural)

“Aqui é um lugar bom e espaçoso e no fim de semana têm muita gente. É perto para caminhar e esticar as pernas, mas deveria ser mais limpo e ter academia aberta”, sugere a doméstica Maria Alves de Oliveira, 60, que fazia alongamento em um dos oito playgrounds, que estão descascados e pichados.

Apenas um funcionário realiza a faxina do local, que tem aproximadamente 250 mil m². “Faço a limpeza sozinho. Enquanto não chegam os concursados, não tem quase ninguém para limpar. Uma andorinha não faz verão”, afirma o ajudante geral Manuel Barutti, 54.

Além disso, os moradores também relatam sentir falta de segurança. “A gente só pode ficar aqui até as 18h. Depois é perigoso”, afirma Maria Alves de Oliveira. Uma parte do parque é pouco utilizada, tida como perigosa por ter usuários de drogas e usada para prostituição.

Mina de água atrapalha quemfaz caminhada no parque dos Paturis. Prefeitura diz limpar local. (Foto: Anderson Ferreira/Blog Mural)
Mina de água atrapalha quem faz caminhada no parque dos Paturis. Prefeitura diz limpar local. (Foto: Anderson Ferreira/Blog Mural)

“Já teve assaltos, estupros e assassinatos”, diz a estudante Jéssica Rodrigues, 17.

Em maio deste ano, a Câmara Municipal de Carapicuíba solicitou ao prefeito Sérgio Ribeiro (PT), explicações sobre a falta de manutenção e segurança. “A prefeitura tem feito [limpeza], mas fica aquém do esperado”, afirma o vereador Crepaldi (PMDB), que sugere a transferência de um distrito policial para o parque dos Paturis.

Em resposta, o prefeito respondeu em oficio, em 15 de junho, que a iluminação está em fase de implantação, que a grama é cortada mensalmente e que a polícia e a guarda civil fazem o patrulhamento 24 horas por dia no local.

Responsável pelo parque dos Paturis, a prefeitura de Carapicuíba disse que responderia o Mural a respeito de ter apenas um funcionário responsável pela limpeza e sobre a falta de segurança, mas até a publicação não se pronunciou.

Quer receber as notícias do Mural por email? Cadastre-se

Anderson Ferreira, 26, é correspondente de Carapicuíba
@anderson2908
andersonferreira.mural@gmail.com

SAIBA MAIS:

Parques em Carapicuíba têm playgrounds quebrados e lixo a céu aberto

Em Carapicuíba, bandas fazem festival para fortalecer cena independente

Árvore cai sobre trem da CPTM em Carapicuíba durante tempestade

Blogs da Folha