Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Alunos de Pirituba buscam apoio para ir a olimpíada estudantil na Índia

Por Blog

“Olha, um livro de mecatrônica em inglês!”, admira-se Stephane Nunes dos Santos, 16, apontando a obra para outros seis estudantes da sua faixa etária reunidos na biblioteca da Etec Pirituba (Escola Técnica Estadual Profa. Dra. Doroti Quiomi Kanashiro Toyohara), na zona norte de SP.

O achado indicado pela jovem certamente entrará para a maratona de estudos do grupo formado para representar o Brasil na ‘Quanta 2015 – 21st International Competition for Science, Mathematics, Mental Ability and Eletronics’, uma espécie de olimpíadas estudantil, em Lucknow, na Índia.

Além de Stephane, Alexandra de Souza Garcia, 16, Giovanna Miranda de Oliveira, 15, Isabela Miyuki Osiro, 18, Mariana Zanholo Ribeiro, 16, Rúbia Muniz Arruda, 15, e Pedro Henrique de Carvalho Silva, 16, compõe a seleção formada pela escola após uma bateria de testes.

X

Se depender da empolgação e da rotina reforçada de estudos dessa turma, nosso país tem grandes chances de trazer diversas medalhas do torneio.  Mas o principal desafio da equipe no momento é outro: conseguir recursos para cruzar o oceano.

Para isso, alunos, pais, professores e a direção da unidade organizaram duas vaquinhas on-line (Veja aqui e aqui) com o objetivo de arrecadar R$ 70 mil, que serão utilizados para as despesas com passagens aéreas e hospedagem da delegação constituída pelos sete alunos e dois professores.

“As pessoas precisam se envolver nesse trabalho, nem que seja com R$ 10, R$ 20, o quanto puder. Acreditar que essas ações positivas influenciam todos ao entorno, a comunidade local, enfim, que esses alunos são exemplos para outros jovens”, diz a diretora Eliane Leite Alcantara Malteze.

A competição ocorre entre os dias 14 e 17 de novembro. A Etec Pirituba foi convidada após conquistar três medalhas de bronze na Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras, viabilizada pela Rede Poc (Programa de Olimpíadas do Conhecimento).

“Nós fomos pegos de surpresa, pois não sabíamos o que ia acontecer após a primeira prova. E o mais legal foi a união que críamos durante o processo de seleção, como torcemos um pelos outros independente de quem fosse selecionado”, conta Mariana.

Para Giovanna, é preciso destacar o apoio constante dos pais. “Tem pai de aluno que não conseguiu entrar no grupo e que está contribuindo, outros dividem tarefas para nos ajudar”, conta.

O advogado Flavio Garcia, 49, pai da Alexandra, é um dos que está sorrindo de orelha a orelha. “É uma sensação incrível imaginar que um filho seu, a despeito de todas as dificuldades, pode ter a oportunidade de representar o Brasil em uma competição desse nível. Infelizmente não termos patrocínio estatal algum me dá um pouco de revolta, pois estamos no estado mais rico do país, onde se desperdiça com tanta coisa e não temos verbas para algo tão importante”.

Cleber Arruda, 34, é correspondente da Brasilândia
@CleberArruda
cleber.mural@gmail.com

Blogs da Folha