Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mulheres da periferia são retratadas em exposição na Cachoeirinha

Por Blog

O que pensam as mulheres da periferia? Quem são elas? Como elas são representadas na mídia? Além de incentivar o autoconhecimento, a exposição “Quem somos [por nós]”, do coletivo Nós, Mulheres da Periferia, traz essas e tantas outras questões por meio de histórias e experiências do projeto ‘Desconstruindo Estereótipos’, subsidiado pelo Programa VAI (Valorização de Iniciativas Culturais) da Prefeitura de São Paulo.

Durante quatro meses, foram realizadas oficinas com mais de cem mulheres, entre 17 e 92 anos, de seis bairros da periferia da capital, como Jova Rural na zona norte, e  Guaianases, na zona leste.

X

A exposição é diversificada. O espaço é dividido por nomes de ruas como Identidade e Desconstrução, onde há autorretratos, desenhos, além de itens que representam o dia a dia das mulheres, como imagem de santos, porta-retratos e vídeos com depoimentos.

Em um grande painel colorido há fotografias e frases impactantes que representam o cotidiano das mulheres, como “O que coloco no prato, meu filho tem que comer”, “Nossa, como você é exótica. Por que sou exótica? Porque eu estou fora do padrão?!, entre outras.

“A exposição é uma tentativa de mostrar a nossa história, um estado que não foi trabalhado. Tem muito amor e carinho nela”, afirma a jornalista Semayat Oliveira, 27, uma das integrantes do coletivo Nós, Mulheres da Periferia.

Segundo a designer e também integrante do coletivo e do Mural, Regiany Silva, 27, o projeto é um autoconhecimento: “Somos múltiplas. Na exposição descobrimos nossas identidades”, ressalta Regiany, que também é correspondente do Mural.

Na inauguração da exposição, no sábado (20), houve um debate com o público sobre o que é ser mulher na periferia e sua representação na mídia, com a presença de Elis Menezes, 21, do coletivo Nós Madalenas e moradora do Jardim São Bernardo, no Grajaú; Jenyffer Nascimento, 31, educadora e integrante do coletivo Fala Guerreira; Amires do Carmo, 50, técnica em enfermagem, moradora de Guaianases que participou da oficina do coletivo na Casa Viviane dos Santos; e Jéssica Aline dos Santos, 24, professora e moradora de Itapevi que participou da oficina na Casa das Crioulas, em Perus.

A exposição “Quem Somos [Por Nós]” fica em cartaz até 17/12 no Centro Cultural da Juventude (CCJ) na Vila Nova Cachoeirinha, zona norte, na avenida Deputado Emílio Carlos, 3.641, próximo ao terminal de ônibus Vila Nova Cachoeirinha. A entrada é gratuita.

Kelly Mantovani, 21, é correspondente da Vila Nova Cachoeirinha
@mantovanikelly
kellymantovani.mural@gmail.com

Blogs da Folha