Conquista na Libertadores da Várzea impulsiona crescimento de time da zona norte de São Paulo

Por Blog

Fundado em 2009, depois da fusão de duas equipes do bairro, o Torre Azul e o Gardenal, o SC Jardim Brasil exerce um importante papel social e esportivo com crianças e jovens dentro da sua comunidade na zona norte de São Paulo.

No último mês de setembro, o time conquistou a primeira Taça Libertadores da Várzea, com uma vitória nos pênaltis por 4×3, contra o SDX, da Cidade Tiradentes, após o empate por 1×1 no tempo normal. A final do torneio foi disputada no estádio do Pacaembu.

“Este título impulsou o crescimento da equipe junto à comunidade, que acaba frequentando o local para praticar esportes e, também, rever os amigos”, conta o presidente do clube, Robson Sobral, 42.

Se o futebol de várzea é conhecido pela falta de estrutura e da forma amadora que é disputada, o SC Jardim Brasil tenta ir contra essa realidade. No próximo mês de fevereiro, o CDC Paulo Correia de Melo, local de treinamento e de jogos da equipe, passará por reformas, e ganhará grama sintética, além de outras benfeitorias.  “Após a conclusão, realizaremos uma grande festa, e batizaremos o campo como Arena Jardim Brasil”, finaliza o presidente.

O ex-atleta e atual diretor da equipe, Cristiano Lopes Ribeiro, 23, conta que há planos para a construção de uma arquibancada para a torcida, que anima as partidas com samba. “Seus gritos de incentivo acabam inflando os atletas dentro de campo”, conta.

Time de futebol SC Jardim Brasil conquista título Libertadores da Várzea (Divulgação)
Time de futebol SC Jardim Brasil conquista título Libertadores da Várzea (Divulgação)

Para o morador Edivaldo Correia de Melo, 55, estas melhorias beneficiarão a comunidade e trarão progresso para o bairro. “Esta era uma antiga reivindicação, que depois de muita luta e esforço foi conseguida”. Seu pai, que dá nome ao espaço, foi um dos responsáveis pela construção do campo.

O time realiza durante o ano diversas partidas beneficentes, e os alimentos recolhidos durante estes jogos são distribuídos para a comunidade. Além disso, são realizadas ações sociais que levam diversos brinquedos para as crianças, como pula pula, e contam com a presença de palhaços, que acabam divertindo os pequenos.

O bairro possui a tradição de revelar craques. Por lá já passaram grandes jogadores, como o meia Elias e o atacante Vagner Love, ambos do Corinthians, além do craque do futsal, Falcão.

Mas são exemplos raros. Muitos praticantes da várzea utilizam o esporte apenas como diversão e atividade física, sem nenhuma pretensão de tornarem-se jogadores profissionais. Porém, o SC Jardim Brasil montará, após a reforma do CDC, uma escolinha de futebol para as crianças, com turmas nos horários da manhã e da tarde.

Além disso, há um projeto em conjunto com uma empresa de eventos em que as crianças da comunidade poderão escolher entre jogar futebol ou cantar funk. “Isso ajudará a mudar a realidade de muitas crianças do bairro, dando-lhes uma nova perspectiva de vida”, conta Ribeiro.