Após dois anos, terminal em Guarulhos permanece sem cobertura e sem calçada

Por Blog

“Lá vem a chuva!”, observa Maria das Cruzes, 67. A moradora comenta que o ideal é ficar embaixo da laje da vizinha. “É o único lugar que temos para se proteger”.

Entre cachorros, gatos, lixo, calçada sem concreto e de baixo de sol ou chuva. É assim que os usuários do coletivo 105-Jardim Moreira, com destino ao metrô Parada Inglesa, na capital, passam parte do seu dia à espera da saída dos ônibus de Guarulhos, na Grande São Paulo.

A laje da casa da vizinha é um apoio para quem espera o ônibus em dias de sol e chuva (Foto Jéssica Souza)
A laje da casa da vizinha é um apoio para quem espera o ônibus em dias de sol e chuva (Foto Jéssica Souza/Agência Mural)

Em 2013 o Mural identificou que o local, que serve como ponto final para o coletivo, não possuía asfalto, calçada e nem cobertura para abrigar os passageiros.

Após dois anos apenas uma mudança: um ponto de ônibus, que não é novo. Ele foi colocado por lá e já apresenta desconforto para quem o utiliza com falhas na cobertura. O asfalto e a calçada permanecem do mesmo jeito: sem existir.

“Não tem as mínimas condições que um ser humano precisa. Não queremos luxo, apenas respeito por quem frequenta e trabalha no local”, ressalta Pedro Batista, 37. “Fora a demora dos ônibus”, lembra outra moradora. De acordo com o fiscal responsável, os coletivos estão programados para sair de 4 em 4 minutos.

 Uma das melhorias do local foi a implementação de um espaço para o fiscal, motoristas e cobradores dos coletivos - (Foto: Jéssica Souza/Agência Mural)
Uma das melhorias do local foi a implementação de um espaço para o fiscal, motoristas e cobradores dos coletivos – (Foto: Jéssica Souza/Agência Mural)

Outra mudança, não tão marcante de 2013 para cá, foi à instalação de uma placa informando quais coletivos param por ali e a construção de uma estrutura para que o fiscal, motorista e cobradores permaneçam nos intervalos das viagens.

A EMTU em resposta ao Mural informou que apresentou um projeto à Prefeitura de Guarulhos para a revitalização da área que serve para estacionamento dos ônibus da EMTU/SP da  linha metropolitana 105 Guarulhos (Jardim Moreira) – São Paulo (Metrô Parada Inglesa).

No entanto, alega ter sido informada que não poderia fazer a reforma por se tratar de terreno privado. A prefeitura foi procurada, mas não respondeu até a publicação do texto.

Jéssica Souza, 24, é correspondente de Guarulhos
Jsouza.mural@gmail.com
@falecomjess