Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Padre cria rede de doações para população em situação de rua em Mogi das Cruzes

Por Blog

Criado há três meses, o projeto “Rede de Caridade” tem como principal objetivo ajudar pessoas em situação de rua da região do Alto Tietê, na grande São Paulo, através de informações trocadas em um grupo de colaboradores online.

Idealizado pelo Padre Leandro Machado Silvestre, 38, o projeto teve início no ano passado quando ele atuava em uma igreja no bairro da Vila Industrial, onde sempre recebia alguns moradores de rua para tomar banho e se alimentar.

“Nós tivemos uma experiência muito positiva ano passado com o acolhimento de alguns moradores de rua na nossa paróquia, que ajudou não só eles mas principalmente a comunidade que obteve um olhar mais humanizado para com eles”, afirma o padre.

Com isso, várias pessoas se interessaram em colaborar, porém no início deste ano, com a transferência do padre para outra paróquia, as atividades chegaram a ser finalizadas. Mas apenas por um período.

Cerca de 3 meses depois, após a morte de dois moradores de rua, por hipotermia, o padre decidiu realizar uma reunião a fim de retomar e ampliar o projeto priorizando a comunicação entre as pessoas que queriam ajudar, criando assim uma “Rede de Caridade”. Atualmente, o grupo no aplicativo Whatsapp tem 40 membros e também realiza reuniões presenciais.

Com essa comunicação, quando alguém precisa de cobertores para doar mas não tem, essa pessoa joga na rede e quem tiver um cobertor a mais passa para quem não tem. Além dos cobertores o grupo também troca agasalhos, leite, achocolatado, macarrão para sopa e entre outros.

“Achamos melhor criar esse contato para facilitar a comunicação, e também para saber onde cada grupo irá fazer o trabalho, assim nós nos dividimos”, conta Daniela Aparecida Marcílio, 32, empresária e voluntária desde as primeiras ações do projeto.

Todas as doações são recebidas através de pontos de coletas espalhados em lojas, condomínios e igrejas, que depois são trocadas e distribuídas pela região do Alto Tietê. Também é feito o encaminhamento de algumas pessoas em situação de rua para casas de ajuda e de recuperação.

“É mais do que levar algo, como coberta, roupas e mantimentos, nós priorizamos uma aproximação entre as pessoas. Às vezes alguém que está em situação de rua, não quer sair dali, então nós fazemos com que a pessoa possa viver melhor da maneira dela”, diz o padre.

Jessica Silva, 26, é correspondente da Mogi das Cruzes
@jessicasps_
jessicasilva.mural@gmail.com

Blogs da Folha