Linhas de ônibus são cortadas aos domingos e feriados e aumentam tempo de espera na Vila Zilda

Por Blog

Desde o dia 11 de julho, quando a linha 1771/10 Vila Zilda/Santana deixou de operar aos domingos e feriados, moradores do bairro Vila Zilda, na zona norte da capital, dizem sofrer com o aumento do tempo de espera por um ônibus.

Como alternativa para quem precisa ir ao Tucuruvi, a espera pelo ônibus 2029/10 Tucuruvi/Jd. Fontális, que segue o mesmo itinerário, chega a durar até 1h10. Enquanto o tempo de espera do 1771/10 Vila Zilda/Santana era de mais ou menos de 35 a 40 minutos.

Segundo usuários do coletivo, a mudança ocorreu sem nenhum comunicado prévio. “De domingo já estamos acostumados a esperar muito tempo por um ônibus, mas a linha que é rápida foi excluída sem motivos e sem aviso”, relata Talita dos Santos Sena, teleatendente, 21.

“Fui prejudicada com a retirada da linha, pois trabalho também aos domingos, no bairro do Limão, na zona norte. Depois disso, eu preciso pegar um ônibus a mais ou até mesmo gastar com o metrô, justamente porque aos domingos têm poucos ônibus. Agora ficou pior, com menos um circulando”, reclama Tatiane Guimarães, analista de crédito, 26.

Foto: Priscila Gomes/Folhapress
Foto: Priscila Gomes/Folhapress

De acordo com o site da SPTrans, outras sete linhas também deixaram de operar na zona norte aos domingos e feriados. Entre elas: 272N/10 Parque Novo Mundo – Pq. D. Pedro II, 967A/10 Imirim – Pinheiros, 1757/10 Conjunto dos Bancários – Metrô Santana, 1766/10 Jd. Cabuçu – Metrô Santana, 2012/10 Vila Ede – Metrô Tietê, 2175/10 Jd. Guancã – Praça da Sé, 2123/10 Vila Medeiros – Metrô Liberdade.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a desativação da linha 1771-10 Vila Zilda/Santana aos domingos foi motivada pela baixa demanda e pela sobreposição do seu itinerário com o da linha 2029/10 Tucuruvi/Jd. Fontális, que segue o mesmo trajeto entre a origem e o Metrô Tucuruvi.

“Eu uso pouco transporte aos domingos e feriados, mas esse pouco é suficiente para saber do transtorno pela espera que sempre ultrapassa dos 30 minutos. Por conta disso, a superlotação é inevitável”, relata Elielma Maria dos Santos, técnica de qualidade têxtil, 29.

A Prefeitura justifica que, simultaneamente à essa medida, a linha 2029-10 foi reprogramada com acréscimo de frota e partidas para absorver a demanda da linha 1771-10.  A SPTrans informou que a linha 2029/10 Jd. Fontális – Metrô Tucuruvi conta com 66 partidas programadas aos domingos, sendo que anteriormente eram 50.

Priscila Gomes, 32, é correspondente de Vila Zilda
priscilagomes.mural@gmail.com