Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Mulheres restauram bonecas para ajudar doentes em Ermelino Matarazzo

Por Blog

Com o objetivo de arrecadar dinheiro para a compra de fraldas geriátricas e pomadas para pessoas acamadas, um grupo composto por dez mulheres de Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo, criaram o projeto Mãos que Transformam.

A ideia é recuperar bonecas encontradas no lixo ou doadas em péssimas condições. Após o trabalho, os brinquedos são vendidos e a renda é revertida para ajudar pacientes da região.

Neste ano, cerca de 300 bonecas e bichos de pelúcias foram transformadas e vendidas por preços entre R$ 5 e R$ 30.

Criada pela ex-escriturária Ilda Rosa Machado, 63, o trabalho de embalagem é feito no interior da sua casa, onde ela montou uma oficina. O espaço é rodeado de bonecas, roupas de crochê confeccionadas, sapatos de crianças, esmalte e maquiagem.

Elas retiram rabiscos de brinquedos na restauração (Foto: Danielle Tertuliano/Folhapress)
Elas retiram rabiscos de brinquedos na restauração (Danielle Lobato/Folhapress)

“Além de contribuir para o meio ambiente por meio da reciclagem, o objetivo é também dar oportunidade a mulheres que têm talentos e que com o passar dos anos se sentem excluídas, podendo assim se ajudarem e ajudar a seu próximo”, afirma Ilda, que também é líder comunitária.

Ela se refere a outras mulheres que também se aposentaram e tem atuado na ação, caso da costureira Tereza Alves Leite, 87. “Eu amo fazer parte do projeto. É um prazer pensar em todos os detalhes para compor o corpo de uma boneca, desde a calcinha até o lacinho do cabelo”, relata.

As voluntárias fazem o trabalho em seu tempo livre e cada uma oferta a ação de uma forma. Elas também improvisam técnicas para a transformação das bonecas, como usar  hidratante e levar o brinquedo ao sol para tirar os riscos, além de repor o enchimento, quando estão rasgadas.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
O grupo é formado por 10 mulheres e cada uma ajuda de uma forma na restauração (Foto: Danielle Lobato/Folhapress)

As vendas ocorrem por meio de bazares, nos quais seis barracas são montadas em ruas da região e na oficina de Ilda.

Atualmente, dez famílias recebem uma assistência mensal por conta da ação, com 30 fraldas geriátricas, e mais uma cesta básica. Ela reforça a necessidade de receber os brinquedos em boas condições.

“As pessoas acamadas nos procuram geralmente indicado por uma pessoa. Em seguida, vamos visitar para ver a real necessidade. Às vezes, além das fraldas, precisam de roupas de cama, agasalhos e alimentos”, conta Ilda.

Oficina: travessa da av. Paranaguá, altura do nº 1449,  Ermelino Matarazzo,  tel.: (11) 2546-7239.

Danielle Lobato, é correspondente do Itaim Paulista
daniellelobato.mural@gmail.com

Blogs da Folha