Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade

Protesto contra nova taxa fecha terminal de ônibus em Diadema

Por Blog

Por Beatriz Sanz – O terminal de ônibus de Diadema, na Grande São Paulo, ficou paralisado durante a manhã e tarde desta quinta-feira (5), por conta de uma manifestação convocada pelo prefeito da cidade, Lauro Michels (PV).

Eleito para o seu segundo mandato em outubro do ano passado, o mandatário chamou a população para se mobilizar contra a proposta da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) cobrar a integração entre os coletivos. Na cidade, a Metra é a viação que opera as linhas entre os municípios.

Atualmente em Diadema, os usuários que vão para as cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul, utilizando os ônibus intermunicipais não pagam novas passagens, se embarcarem dentro do terminal. A proposta da empresa é cobrar R$ 1 durante o processo de integração.

A atendente Sandy Rodrigues ficou revoltada com o fechamento do terminal e com a proposta da EMTU. “Isso é um absurdo, daqui a pouco teremos que comprar um carro, pois a passagem está muito cara”.

Grupo protestou contra criação de taxa
Grupo protestou contra criação de taxa (Beatriz Sanz/Folhapress)

A dona de casa Maria Cecília perdeu uma endoscopia que seria feita no bairro da Saúde, em São Paulo, porque os trólebus intermunicipais não estavam circulando por conta do fechamento do terminal.

O prefeito alegou que durante seu primeiro mandato cedeu passe livre estudantil para 190 mil estudantes da cidade. O que não revelou, no entanto, é que o passe livre é válido apenas para estudantes que moram e estudam na cidade. Nos ônibus municipais, ainda não foi informado se haverá reajuste ou se permanecerá em R$ 3,80 a tarifa.

Boa parte dos universitários de Diadema estuda em São Paulo ou em São Bernardo. A integração gratuita para moradores de Diadema existe por conta de um acordo entre Estado e Município. O trolébus custa R$ 4 e aumentará para R$ 4,30 no domingo (8). Se o morador paga a tarifa municipal está isento da segunda. A passagem da integração seria de R$ 1 por viagem, o que aumentaria o preço da passagem para R$ 4,80 (ida) ou R$ 5,00 (volta).

Empresa responsável pelo terminal, a EMTU responde ao governo do estado e poderia criar a tarifa sem necessitar do aval da prefeitura. Outras cidades do ABC paulista também tiveram o anúncio da nova tarifa.

A EMTU informou que a nova cobrança cumpre cláusulas contratuais referentes à execução dos serviços de substituição, conservação, manutenção preventiva e corretiva da rede aérea de alimentação dos trólebus.

Beatriz Sanz é correspondente de Diadema
beatrizsanz.mural@gmail.com

 

Blogs da Folha