Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande SP

 -

Blog é escrito por correspondentes comunitários --em sua maioria estudantes ou já formados em jornalismo, mas, sobretudo, interessados em contar o que se passa na região em que moram, na periferia da Grande SP.

Perfil completo

Publicidade

Do Tietê a Jânio Quadros, a Vila Maria festeja 100 anos de história

Por Blog

“A Vila Maria antiga era um brejo, com muita água. Nas enchentes do rio Tietê, chegamos a pegar peixe na rua!”. Com revelações surpreendentes como essa – e uma pitada de saudosismo – os barbeiros Domenico Lombardi, 82, e Antônio Melillo, 67, trazem as recordações de uma vida inteira no bairro. A Vila Maria completou o centenário de fundação no dia 17 de janeiro, e, segundo historiadores, o nome original seria uma homenagem a dona Maria, mulher de um dos primeiros donos da área.

Uma das características da Vila Maria são os imigrantes, primeiro vieram os portugueses e italianos, e, mais recentemente, os latinos, atraídos pela proximidade com o mercado de confecção têxtil, nos bairros do Brás e Pari. Além disso, há uma forte ligação que as pessoas mantêm com o bairro e com os vizinhos, como mostra a relação dos barbeiros com seus clientes.

Ambos italianos, os barbeiros, trabalham juntos há 56 anos, e lembram do passado “janista” do bairro. “A infraestrutura geral melhorou, a água foi ligada”, contam.  Hoje, Domenico e Antônio atendem a terceira geração de clientes das mesmas famílias. “Cortamos o cabelo do pai, depois dos filhos e agora dos netos”, afirmam sorridentes.

Os barbeiros Domenico e Antônio mantêm um salão há 56 anos na Vila Maria (Sidney Oliveira/Folhapress)
Os barbeiros Domenico e Antônio mantêm um salão há 56 anos na Vila Maria (Sidney Pereira/Folhapress)

Nas décadas de 1950 e 1960, o bairro obteve projeção nacional pelo percentual recorde de votos dados a Jânio Quadros, nas diversas eleições que o político disputou.  “Povo de Vila Maria, de Vila Maria Baixa, de Vila Maria Alta e, por que não, de Vila Maria do Meio!”, era assim, que o prefeito (duas vezes), governador e presidente Jânio Quadros quase sempre iniciava seus discursos na região. Se ele estivesse vivo, também estaria completando 100 anos, no mesmo mês do bairro.

Para comemorar o centenário, várias atividades foram programadas até domingo (21). Ao som de música variada, a atração maior é o Festival Gastronômico 100 Anos de Vila Maria, na praça em frente à igreja Nossa Senhora da Candelária, marco histórico do bairro.

“Nasci e sempre morei na Vila Maria”, diz o jornaleiro Nilton Brito, 51, que tem uma banca no coração do bairro. Ele avalia que o padrão de vida na região melhorou, mas critica a falta de opções de lazer. “Gosto muito daqui, conheço todo mundo, mas estamos muito atrás de outros bairros da zona norte. A Vila Maria não tem cinema e nem shopping. Festas como a de aniversário do bairro são poucas”, ele diz. Mesmo assim, o jornaleiro ainda não decidiu se vai à festa do centenário.

Confira a programação:

20/01 (6ª.feira)
19h30 – abertura solene e homenagem da Associação Comercial de São Paulo a personalidades e entidades locais. Apresentações do Coral Oficina de Arte e Cultura e da Escola de Samba Unidos de Vila Maria.

18h às 22h – Festival Gastronômico

21/01 (sábado)
12h às 22h – Festival Gastronômico

22/01 (domingo)
11h – Missa de Ação de Graças

12h às 22h – Festival Gastronômico
19h – Bingo Beneficente

Sidney Pereira, é correspondente de Vila Maria
sidneypereira.mural@gmail.com

Blogs da Folha