Atleta do Itaim Paulista mira torneio em Las Vegas de fisiculturismo

Danielle Lobato 

Morador do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, Renan David, 23, conquistou no ano passado o vice-campeonato brasileiro de fisioculturismo. Após o resultado, o atleta sonha com a disputa de torneios nos Estados Unidos e na América Latina.

Renan entrou no esporte por conta das provocações na infância. “Antes de praticar a musculação minha autoestima era bem baixa. Na infância e adolescência sofria bullying pelo meu físico muito magro”, conta Renan. Para disputar o fisiculturismo ele transformou a rotina e mudou os hábitos alimentares.

A modalidade premia o atleta que mais molda o seu corpo e os juízes avaliam simetria, proporção e definição dos músculos. Embora não seja considerado um esporte olímpico, a competição foi aceita nos jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru.

No entanto para chegar a principal competição das Américas, Renan ainda tem como desafio o financiamento. Os custos com a saúde e suplementos, por exemplo, chegam a mais de R$ 400. “Vai muito investimento com suplementos, alimentação, academia e orientação médica”, conta.

“O Pan é uma oportunidade de ter um reconhecimento de todo um trabalho feito há anos e quem trabalha duro sabe o quanto ser reconhecido é um combustível sem tamanho para continuar”, afirma.

Para competir, Renan concilia a jornada de empreendedor de uma academia, pai, youtuber, articulador de projetos no bairro em que mora e coaching. Ele chegou ao pódio seis vezes.

Após três anos de tentativas em concursos fitness, ele decidiu se arriscar e concorreu profissionalmente no esporte em três categorias diferentes no Campeonato Paulista de Fisiculturismo, em agosto do último ano, em Americana.

Ele levou para casa os títulos de campeão Mens Fitness, vice-campeão Mens Physique e Júnior Sênior Bodybuilder, neste após se inscrever de última hora.

“Quando chamaram meu nome não fui pra frente. Não acreditava que tinha ganhado. Levei pra casa três ‘bonecos’ e ainda, consegui a classificação para o Campeonato Brasileiro”, lembra o atleta.

O principal resultado veio há dois meses, com o vice-campeonato Brasileiro, competição disputada desde 1969 e a mais antiga no país.

Atualmente, ele mantém os treinos e a alimentação com objetivo o ganho de peso em até 10 quilos para poder disputar campeonatos desta temporada na categoria bodybuilder, que leva em consideração o volume muscular na parte superior do corpo.

O jovem também sonha em ser destaque nacional com o prêmio Mr. Olympia, em Las Vegas. “É a maior competição da modalidade esportiva. Fisiculturistas do mundo estão presentes. Um sonho que um dia poderei realizá-lo”.

Renan diz que os benefícios do esporte vão além da estética. Ele incentiva quem quer começar na modalidade.

Mas o primeiro passo tem que ser procurar uma ajuda profissional e traçar uma meta tangível. O fisiculturismo, muitas vezes, é relacionado com a ingestão de substâncias relacionadas ao doping. Renan, porém, diz que segue as instruções de uma nutricionista para ter um desenvolvimento saudável dos músculos. 

No ano passado, o atleta lançou um programa de emagrecimento para incentivar pessoas com maus hábitos alimentares e também compulsões no bairro em que mora. 

Com o projeto, ele criou um canal no Youtube chamado ‘Elitizado’ para compartilhar dicas de treinos e alimentação saudável. “Muitas pessoas puderam ter sua autoestima de volta e conhecer mais sobre a importância de uma vida saudável”, diz Renan.

Danielle Lobato é correspondente do Itaim Paulista
daniellelobato.mural@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *