Líder comunitário em Itaquera, Rodrigo Reis morre em acidente

Eduardo Silva

O presidente da Associação de Moradores do Jardim Helian, Rodrigo Martins dos Reis, 35, morreu na noite deste domingo (30), após sofrer um acidente de moto na avenida Jacu Pêssego, na zona leste de São Paulo.

Reis era uma das lideranças populares mais importantes de Itaquera e foi responsável por diversas lutas por melhorias no Jardim Helian. Entre elas, atuou pela implantação de uma nova UBS (Unidade Básica de Saúde) e pela entrega de uma torre de transmissão de celular no bairro. 

Ele também buscou parcerias com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e com o Sesc para promover cursos aos moradores da comunidade.

No domingo, o líder comunitário participou de uma caminhada promovida pelo Sesc Itaquera. “Ontem ele falava dos planos, dos acontecimentos bons, da necessidade de luta para as melhorias. Mas a vida é um sopro. Vamos do luto à luta como ele sempre desejou e cobrou”, publicou a página da associação nesta segunda.

Morador tinha 35 anos e deixa esposa e dois filhos (Acervo Pessoal)

Em 2012, a Agência Mural conversou com Reis sobre a luta por vagas em creches e iluminação pública no bairro. Na época, os moradores da região buscavam soluções para conseguir acesso à educação perto de casa.

Grupos que atuam na região publicaram textos lamentando a morte do ativista. Um deles foi o Coletivo Baobá de Cursinho Popular. 

“Quando fizemos juntos o documentário ‘Jardim das Memórias [de 2016], Rodrigo lembrou emocionado da sua história, de brincar na beira do rio quando criança enquanto a vila crescia e também da sua trajetória como lutador popular, fazendo da sua quebrada e de Itaquera um palco incendiário em junho de 2013”, afirmou o coletivo.

Em 2018, o trabalho de Reis e da Associação de Moradores do Jardim Helian fez com que o bairro recebesse um convite da ONU (Organização das Nações Unidas) para ser pioneiro no projeto “Implementando a Abordagem de Vizinhança em São Paulo”, idealizado pelo Programa Cidades Sustentáveis e a Unifesp.

A proposta era transformar o Jardim Helian no primeiro bairro sustentável de São Paulo.

“Nós estamos fazendo os estudos para trazer melhorias para o bairro [como obras no córrego e entrega de um ecoponto] e nos organizando para que isso aconteça. Estamos no caminho certo”, disse Rodrigo Reis ao 32xSP, site produzido pela Agência Mural em parceria com a Rede Nossa SP.

Casado e pai de dois filhos, Reis era formado em assistência social e atuava como assessor parlamentar de deputados do PT. 

O velório será nesta segunda-feira (1º), a partir das 17h na sede da Associação de Moradores do Jardim Helian (rua Edmundo Abreu, 170). O enterro será na terça-feira (02), às 10h, no Cemitério Municipal de Itaquera (rua Serra de São Domingos, 1597).

Eduardo Silva é correspondente de São Miguel Paulista
eduardosilva@agenciamural.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *