Guarulhos tem 148 mil títulos de eleitor cancelados após cadastro biométrico

Jéssica Souza
Paulo Talarico

A cidade de Guarulhos foi a única na Grande São Paulo onde o número de eleitores para a disputa deste ano será menor do que a de quatro anos atrás.

Levantamento da Agência Mural com dados da Justiça Eleitoral mostra que o município tinha cadastrado 808 mil eleitores em maio, último mês para o pedido do título de eleitor para quem quisesse votar este ano.

Em 2014, 868 mil pessoas com direito a voto estavam cadastradas. Todas as outras cidades da região metropolitana tiveram alta. 

Entre os motivos para a queda está o recadastramento biométrico. O município guarulhense foi o único da região que teve o processo tornado obrigatório no período e os moradores tiveram de ir pessoalmente ao Cartório Eleitoral.

De acordo com a Justiça Eleitoral, 148 mil títulos foram cancelados na cidade de pessoas que não compareceram para fazer a biometria.

A dona de casa Maria Gregorio Anatal, 75, foi uma das moradoras que teve registro cancelado. Ela parou de ir às urnas há oito anos, após fazer uma cirurgia no ouvido. “Não compareci à eleição. Depois me informaram que pela idade não era mais obrigatório”, conta. 

Apesar de não votar, ela cita que o atendimento na saúde deveria ser o principal tema em debate nas eleições. “Não adianta nada ter fachada bonita  de hospital e não ter profissionais para trabalhar. A saúde deveria ser prioridade, pois nem medicamentos básicos se encontra nos postos de saúde”, comenta.

A moradora está descrente com o período atual. “É triste saber que pessoas que estão no poder só querem tirar proveito da situação e nada fazem para a população que mais precisa”, afirma. “Nossos governantes estão se esquecendo dos idosos. Precisamos mudar isso”, ressalta.

NOVOS ELEITORES

Apesar da redução, há quem vá votar pela primeira vez na cidade como a estudante de economia, Ana Paula Silva dos Santos, 19. Ela se diz motivada pela primeira votação.

“Pretendo votar motivada a expressar minha opinião política diante do cenário decadente de representantes e de representação”, afirma. Ela afirma que a atual crise política é também fruto das escolhas da disputa passada.

“Gostaria de ver minha cidade mais justa em relação ao transporte público e de mais qualidade, mais investimento em ciclovias e melhora nas políticas públicas voltadas para a população de menor renda”, ressalta.

Jéssica Souza e Paulo Talarico são correspondentes de Guarulhos e de Osasco
jessicasouza@agenciamural.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *