Pirapora do Bom Jesus elege prefeito do MDB em eleição fora de época

Paulo Talarico

Após quase dois anos de indefinição, Pirapora do Bom Jesus, na região oeste da Grande São Paulo, teve uma eleição para escolher seu prefeito neste domingo, 3 de junho de 2018. Os eleitores escolheram o ex-prefeito Gregório Maglio (MDB) para governar pelos próximos dois anos e meio.

Gregório venceu com uma diferença de apenas 250 votos para a segunda colocada, Andrea Bueno (PSDB), esposa do ex-prefeito Raul Bueno (PTB). Foram 3.861 votos (42,22%) ante 3.611 (39,49%).

Também concorreram Alessandro Costa (PR), que atingiu 11% dos votos, Neno (PDT), com 5,95% e Ademilson Marceneiro com 1,13%.

“É uma ficha que ainda não caiu na minha cabeça, porque realmente passamos dias difíceis, mas hoje estou aqui, com todo esse povo verde [cor que usou na campanha] me abraçando. O parabéns é para você que acreditou no nosso trabalho e deixou a mentira de lado”, disse o prefeito eleito.

Antes da nova disputa, uma batalha judicial de mais de um ano ocorreu no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No período, a cidade foi governada interinamente por Dany Floresti (PSD), presidente da Câmara e aliado de Gregorio. Além disso, o novo prefeito recebeu apoio das lideranças do PSDB da região, mesmo com os tucanos tendo um nome na disputa.

Gregorio já havia sido eleito prefeito em 2013. Em 2016, ele tentou a reeleição mas perdeu para o ex-prefeito Raul Bueno (PTB).

No entanto, Bueno teve a candidatura barrada pela Justiça Eleitoral por ter tido um convênio reprovado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado), quando governou entre 2005 e 2008. Isso levou a cidade a ter uma nova eleição em 2018.

A campanha durou um mês e teve ataques intensos entre os candidatos, denúncias de uso de perfis falsos nas redes sociais e a distribuição de um jornal com notícias falsas.

Pirapora tem 20 mil habitantes e cerca de R$ 50 milhões de orçamento. O desafio do novo prefeito é atrair investimentos para a cidade, que tem como principal vocação o turismo religioso.

Resultado eleição suplementar Pirapora do Bom Jesus

Gregorio (MDB) – 42,22% (3.861 votos)
Andrea Bueno (PSDB) – 39,49% (3.611 votos)
Alessandro Costa (PR) – 11,21% (1.025 votos)
Neno (PDT) – 5,95% (544 votos)
Ademilson Marceneiro (PSOL) – 1,13% (103 votos)
Brancos: 1,11% (106 votos)
Nulos: 3,08% (294 votos)

Paulo Talarico é correspondente de Osasco
paulotalarico.mural@gmail.com

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *